Saiba como proteger WhatsApp de alvos dos invasores e hackers

Saiba como proteger WhatsApp de alvos dos invasores e hackers

Uma das formas de proteger seu mensageiro é instalando um aplicativo que use a câmera frontal para tirar foto de alguém que digite uma senha incorreta

O WhatsApp vem se tornando alvo cada vez mais frequente de hackers. Aplicativos como StealthGenie, mSpy e Mobi Stealth ficaram conhecidos justamente por permitirem bisbilhotar o mensageiro. Esses apps clonam não só textos, fotos e vídeos do WhatsApp, mas também dados enviados e recebidos por outros serviços, como Facebook, Viber, Skype e Gtalk. É possível, no entanto, proteger-se dos hackers com algumas pequenas medidas.

Uma das formas de proteger seu mensageiro é instalando um aplicativo que use a câmera frontal para tirar foto de alguém que digite uma senha incorreta no smartphone. Isso porque, na maioria das vezes, os invasores precisam instalar apps suspeitos no smartphone do próprio usuários antes de começar o monitoramento. O GotYa! desempenha essa tarefa, mas é disponível apenas para Andoid. Proprietários de iPhone têm como opção o iGotYa e o iLostFinder, que operam da mesma forma, mas não são aprovado pela Apple e necessitam de jailbreak ? se você possui um dispositivo iOS 7, veja como fazer o jailbreak.

Essa precaução leva em consideração que seu aparelho esteja protegido por senha, que é outro ponto essencial para mantê-lo seguro. Defina códigos de difícil adivinhação por estranhos ou mesmo conhecidos, o que implica na senha não ter relação com sua vida pessoa. Evite datas de aniversários, nomes de parentes e amigos, números de residência, idade ou qualquer outro aspecto facilmente relacionável com você.

Também é preciso estar atento quanto às informações do seu perfil no WhatsApp. Qualquer pessoa que tenha seu telefone pode identificá-lo através da sua foto ou mensagem de saudação, e usar esses dados para criar perfis falsos com o intuito de espionar.

Outra preocupação que deve estar em mente é que o mensageiro guarda uma cópia das suas mensagens no SIM por sete dias. Se você for emprestar o chip para terceiros nesse período, lembre-se de apagar o conteúdo para impedir que ele seja restaurado em outro celular. A propósito, o próprio ato de emprestar o smartphone a alguém requer cuidado redobrado, pois qualquer descuido pode ser suficiente para que a pessoa instale vírus e programas stalkers no dispositivo.

Além disso, é importante ter antivírus instalado. Softwares já renomados, como AVG, Avast! e McAfee possuem versões mobile que garantem ainda mais proteção para seu celular. No entanto, eles não dispensam atitudes seguras durante a navegação, portanto, mesmo com eles no aparelho, evite instalar aplicativos de origem desconhecida, assim como acessar redes Wi-Fi e Bluetooth não confiáveis. Seguindo essas dicas, é possível deixar seu WhatsApp ? e outros programas ? a salvo da ação de hackers e pessoas com segundas intenções.

Fonte: techtudo