Zuckerberg completa 29 anos; veja o que mudou em um ano no Facebook

"Cara do Facebook", Mark Zuckerberg completa 29 anos nesta terça

Nesta terça-feira (14), um dos nomes mais importantes do mundo da Internet completa 29 primaveras. Mark Zuckerberg , fundador e presidente do Facebook, comemora mais um ano de vida. E desde o último aniversário, muita coisa aconteceu na vida dele. Com novidades na rede social e um salário gordo em 2012, ?Zuck? tem bastantes motivos para festejar ? porém, também tem outros para se preocupar.


Zuckerberg completa 29 anos; veja o que mudou em um ano no Facebook

Abertura das ações do Facebook: Quatro dias após seu último aniversário, Mark viveu uma experiência importante para o futuro de sua companhia ? a abertura das vendas das ações do site na bolsa de Nova York. A princípio, a expectativa era grande, com o preço sendo de US$ 38 (R$ 76) por ação e o Facebook teve a melhor estreia de uma empresa do ramo em Wall Street. Entretanto, posteriormente, as ações se desvalorizaram, alguns investidores perderam dinheiro e o rumo foi bem diferente do que era esperado.

Casamento e anúncio ?no Face?: Não há melhor maneira para o executivo do Facebook anunciar o casamento do que postar no seu perfil na rede. No dia 20 de maio de 2012, foi isso o que Mark fez: publicou uma foto ao lado da noiva, Priscilla Chan, e alterou o status de relacionamento ?no Face?. Data marcante na vida pessoal do jovem investidor.

Ganho de patente - Enfim, seis anos depois, Mark Zuckerberg teve a sua primeira patente do Facebook registrada nos Estados Unidos. A aprovação do escritório de marcas e patentes dos Estados Unidos (USPTO) foi aprovada tanto depois porque, segundo os examinadores, era necessário fazer diversos ajustes e a presença de ?conceitos óbvios? descritos pelo executivo.

Expansão da sede do Facebook - Com o arquiteto Frank Gehry, de 83 anos, famoso por ter desenhado o Museu Guggenheim, em Nova York, Zuckerberg deu início a um planejamento de expansão da sede do Facebook, na Califórnia ? que deve ser iniciado no segundo semestre deste ano.

Um bilhão de usuários - Em outubro de 2012, Mark Zuckerberg anunciou que o Facebook rompeu a marca do bilhão de usuários ativos. Uma marca impressionante e que aumenta ainda mais a repercussão da rede social em todo o mundo. Com crescimento contínuo e cada vez mais presente na área mobile, ele está em todo o lugar a todo o momento.

Monetização do Facebook - Histórias patrocinadas, envio de presentes e mensagens pra pessoas que não lhe seguem, desde que você pague por isso. Estes foram alguns recursos implantados pelo Facebook no último ano para que a companhia começasse, mesmo que de forma sutil, a lucrar mais com a sua enorme base de usuários. Com as funcionalidades, entra mais dinheiro na conta da companhia.

Doação ?gorda? para caridade - Mesmo com um ano difícil, Zuckerberg encerrou 2012 com uma contribuição ?gorda? para instituições de caridade. Ele doou US$ 500 milhões (cerca de R$ 1 bilhão) para uma parceria com a Silicon Valley Community Foundation em áreas como educação e saúde.

Busca social - O início de 2013 também foi marcante para Zuckerberg. Logo em 15 de janeiro, ele anunciou uma nova ferramenta de buscas, o Graph Search, ou Busca Social, que tem como objetivo auxiliar os internautas a terem uma navegação mais simples e eficiente no Facebook. Ele não faz buscas pela Internet, mas sim nos ?gráficos sociais? do serviço, onde havia, à época, mais de ?um bilhão de pessoas, 240 bilhões de fotos e um trilhão de conexões?. Este recurso ainda não está disponível para todos os países.

Queda na lista da ?Forbes? - Zuckerberg caiu demais no ranking de mais ricos do mundo da conceituada revista ?Forbes?. A decepção na bolsa fez com que o executivo fosse da 35º para a 66º posição na lista, com a fortuna saindo de cerca de 17,5 bilhões de dólares para 13,3 bilhões de dólares, segundo a publicação. Apesar disso, ele segue como líder entre os bilionários com menos de 40 anos e é o ?jovem mais poderoso do mundo?.

Prêmio para cientistas - Ao lado de Sergey Brin, do Google, Mark Zuckerberg iniciou uma grande competição entre cientistas, o Life Sciences Breakthrough Prize, que foi entregue pela primeira vez neste ano. O prêmio tem como objetivo dar valor às pesquisas sobre doenças incuráveis e maneiras de prolongar a vida. Ao todo, foram 11 vencedores, mas a partir de 2014 somente cinco vão ser eleitos; cada um ganhará US$ 3 milhões (R$ 6 milhões).

Novo design no Facebook - Em março, Zuckerberg anunciou um novo visual tanto para o feed de notícias como para o perfil do Facebook. A ideia do layout é dar mais destaque às imagens. Assim como o Graph Search, o design ainda não está disponível para todos os usuários. O Facebook, agora, tem informações de apps separadas das publicações, um visualizador de fotos em maior tamanho e é como ?um jornal personalizado?.

Melhor CEO - Costuma-se dizer que o Google é uma das melhores empresas para se trabalhar. Porém, entre os CEOs das companhias de tecnologia, ninguém é mais popular do que Mark Zuckerberg ? de acordo com uma pesquisa do site Glassdoor. Ele foi quem teve maior aprovação, com 99%.

Facebook Home - Um smartphone só não era o bastante ? apesar de o Facebook ter, em parceria com a HTC, lançado um telefone ?com a sua cara?, o HTC First. E por isso, Mark Zuckerberg investiu em algo maior: um launcher customizado para Android. Anunciado em abril, ele personaliza o visual do smartphone com o sistema do Google, deixando-o com as interações com os usuários em primeiro plano. Ele aumenta a sua interação com os aparelhos compatíveis.

De volta ao lucro - Antes de soprar as velhinhas, Zuckerberg recebeu uma ótima notícia de seu departamento financeiro. Depois de um 2012 complicado, este ano começou bem melhor. O lucro líquido da companhia subiu 58% no primeiro trimestre, chegando ao total de US$ 217 milhões (cerca de R$ 434 milhões). Com isso, ao que tudo indica, 2013 vai ser muito mais tranquilo para Mark e o Facebook.

Fonte: Tech Tudo