Telexfree culpa ataque hacker por bloqueio de informações de ganhos

A Telexfree é acusada de pirâmide financeira, modalidade considerada ilegal porque só é vantajosa enquanto atrai novos investidores.

A Telexfree (Ympactus Comercial Ltda.) bloqueou o acesso de seus associados ao escritório virtual da empresa, no qual era possível verificar as informações sobre ganhos. A empresa afirma que a medida foi tomada após a tentativa de invasão dos terminais por hackers.

A Telexfree é acusada de pirâmide financeira, modalidade considerada ilegal porque só é vantajosa enquanto atrai novos investidores. Assim que os aplicadores param de entrar, o esquema não tem como cobrir os retornos prometidos e entra em colapso. Nesse tipo de golpe, são comuns as promessas de retorno expressivo em pouco tempo.

Segundo o advogado da empresa, Horst Fuchs, o bloqueio do site é temporário. "Foi detectada uma tentativa de invasão, em que algum hacker estaria tentando invadir o sistema, provavelmente para fazer uma transferência não autorizada", disse.

Para o advogado da Telexfree, a medida pretende preservar os direitos dos associados e o cumprimento da ordem judicial. "Nós não vamos permitir que esse tipo de transação ocorra", afirmou.

Justiça proibiu movimentação financeira

A movimentação de dinheiro da empresa está proibida pela Justiça desde o final de junho. A Telexfree também continua proibida de realizar novos cadastros de divulgadores, sob pena de multa diária de R$ 500 mil.

O Tribunal de Justiça do Acre, que julga o caso, decidiu que havia urgência em "paralisar-se crescimento da rede" para evitar "consequentes prejuízos que poderá causar a um sem número pessoas".

Atuando no Brasil desde março de 2012, a Telexfree vende planos de minutos de telefonia de voz sobre protocolo de internet (VoIP na sigla em inglês).

Fonte: UOL