Teresina recebe doses da vacina contra a hepatite B

A principal forma de transmissão do vírus da Hepatite B é sexual

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) recebeu doses da vacina contra a Hepatite B, que estava em falta em todo o país por problemas de fornecimento com o Instituto Butatan, responsável por sua produção.

Segundo Amariles Borba, diretora de Vigilância em Saúde da FMS, as Diretorias Regionais de Saúde do município já estão com as doses para iniciar o processo de distribuição nas Unidades Básicas de Saúde da capital. “Esperamos que até quarta-feira (02) todas as 104 salas de vacina do município estejam abastecidas”, afirma.

Todos os recém-nascidos precisam receber uma dose da vacina contra Hepatite B até os dois meses de idade. “Mas devemos deixar claro que a criança também recebe a vacina Pentavalente, que protege contra a Hepatite B, difteria, tétano, coqueluche e doenças causadas por Haemophilus influenza”, afirma Amariles Borba. Segundo o calendário nacional de vacinação, a vacina Pentavalente deve ser tomada aos 2 meses de vida, aos 4 meses e aos 6 meses. Um reforço é indicado dos 12 aos 15 meses.

 A pessoa que toma a vacina contra Hepatite B fica protegida contra uma doença infecciosa sexualmente transmissível (DST) causada pelo vírus VHB. A principal forma de transmissão do vírus da Hepatite B (VHB) é por via sexual desprotegida, mas pode ocorrer também por agulhas contaminadas, canivetes, tesouras e outros objetos cortantes.

Fonte: Com informações da Assessoria