Teresina registra redução no número de acidentes de trânsito

Em 2016 foram 1.478 ocorrências no trânsito contra 1.515 de 2015.

Dados da Companhia Independente de Policiamento de Trânsito (CIPTran) mostram que houve uma redução no número de acidentes de trânsito, no período de janeiro a julho deste ano, em Teresina. Em 2016, foram registradas 1.478 ocorrências no trânsito. No ano passado, o número chegou a 1.515.

Para a educadora Larissa Caldas, da Escola Piauiense de Trânsito (EPT), do Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran-PI), embora a diminuição tenha sido pequena, é algo que deve ser comemorado. “Qualquer avanço já é motivo para comemorar. Entendemos que a diminuição dos acidentes de trânsito é algo gradativo e que só será conseguido se todos se sensibilizarem e contribuírem para isso. Esse é nosso papel enquanto educadores, tentar alcançar as pessoas com a mensagem de paz no trânsito”, pontua a educadora.

Em comparação ao ano passado, os meses que tiveram diminuição nos acidentes foram março, abril, maio e junho. “Achamos que esse foi o resultado das diversas ações que a Escola de Trânsito tem desempenhado na capital. Neste ano, realizamos palestras em escolas e empresas, blitzen educativas e intervenções em pontos estratégicos da capital, onde há um grande fluxo de pedestres, ciclistas e condutores”, informa Larissa Caldas.

Além da capital, a EPT também desenvolve ações no interior do estado. Em julho, equipes de educadores estiveram no litoral do Piauí, durante o período de férias, em que aumenta a movimentação de pessoas e veículos na região, realizando um cronograma de atividades, com objetivo de reduzir os acidentes de trânsito.

Houve uma redução no número de acidentes  (Crédito: Divulgação)
Houve uma redução no número de acidentes (Crédito: Divulgação)

Infrações

De acordo com os dados da CIPTran, o número de infrações de trânsito registradas na capital também diminuiu. De janeiro a junho de 2015, foram registradas 4.441 ocorrências, enquanto neste ano o número contabilizado foi de 3.256 contravenções.

As infrações gravíssimas continuam sendo as mais cometidas, em 2015 o número chegou a 3.379 e, em 2016, foram registradas 2.587. Esse tipo de contravenção, além de contabilizar sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH), também é punível com multa.

A infração gravíssima mais cometida em todo o período, janeiro a junho de 2016, foi conduzir veículo sem possuir CNH, com 934 autuações na capital, seguida por “Conduzir moto sem capacete ou sem acessório de segurança”, com 741 ocorrências.

Fonte: Portal do Governo do Piauí