Teresina sediará 4º Encontro de Governadores do Nordeste

O objetvo é discutir temas relacionados aos estados do nordeste

Com o objetivo de discutir temas relacionados ao desenvolvimento dos estados do Nordeste, o Piauí seriará o 4º Encontro de Governadores do Nordeste. O evento será realizado em Teresina, no dia 17 de julho, no Gran Hotel Arrey. Além dos governadores, confirmaram presença os ministros da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas; da Justiça, José Eduardo Cardozo; da Ciência e Tecnologia, Aldo Rebelo e o Secretário para Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Mangabeira Unger.

Como parte de uma reunião preparatória para o Encontro de Governadores, os secretários de governo do Nordeste, das pastas da Ciência e Tecnologia, Previdência Social e Justiça se reunirão, no dia 16 de julho,  também no Gran Hotel Arrey. Os trabalhos acontecerão em salas temáticas e contarão com a presença de representantes dos referidos ministérios. O objetivo é realizar uma discussão prévia dos temas propostos a fim de agilizar a condução dos trabalhos no encontro de governadores.

Para o governador Wellington Dias, anfitrião do evento, o encontro é muito importante, pois além de tratar de pautas de interesses específicos dos estados, serão discutidos temas pertinentes à toda a região e também de interesse nacional. A pauta das discussões tratará de temas específicos, como a previdência, que tem apresentado desequilíbrio nos estados e em âmbito nacional.

“O encontro será uma oportunidade para realizar um trabalho integrado, apresentando estudos e alternativas para o equilíbrio em conjunto; uma vez que, atualmente, os tesouros estaduais têm que complementar a folha de pagamento de aposentados e pensionistas. A ideia é encontrar alternativas para o déficit”, destacou.

Outra pauta a ser discutida diz respeito ao plano de Ciência, Tecnologia e Inovação para o desenvolvimento sustentável do Nordeste. Dias frisa que é importante tratar a democratização de investimentos dessa área no Brasil, em que se observa uma concentração nas regiões Sul e Sudeste. “Queremos aumentar a participação do Nordeste, para que seja trabalhada uma estratégia especial para nossa região”.

O evento também discutirá questões pertinentes à Segurança Pública e Justiça. O governador explica que durante o encontro o Ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, fará a apresentação do Programa Brasil Mais Seguro, baseado em três eixos de atuação: a melhoria da investigação das mortes violentas, o fortalecimento do policiamento ostensivo e de proximidade (comunitário) e o controle de armas. O Programa será adotado pelo Piauí.

“Trata-se de um comitê integrado de segurança com todas as forças, inteligências e recursos humanos dos Governos Federal e Estadual. O Programa pode contar ainda com a participação do judiciário, do Ministério Público, da Defensoria e dos conselhos comunitários. Com isso, a gente poder vencer a guerra contra a violência, reduzindo assaltos, furtos e homicídios”, reforçou Wellington Dias.

Programação:

16/07

8h – Reunião dos secretários de estado das respectivas pastas (Justiça, Previdência Social e Ciência, Tecnologia e Inovação)

12h – Almoço

Local: Restaurante Barcelona, Gran Hotel Arrey

14 h – Reunião dos secretários de Estado com representantes dos ministérios da Justiça, Previdência Social e Ciência, Tecnologia e Inovação

17/07

8h – Credenciamento

8h30 – Recepção às autoridades

9h – Abertura do Encontro

9h15 – Pronunciamento do Governador do Estado do Piauí, Wellington Dias

9h45 – Pronunciamento do Ministro de Estado Chefe da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Mangabeira Unger

10h – Pronunciamento do Ministro de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo

10h20 – Pronunciamento do Ministro de Estado da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas

10h40 – Pronunciamento do Ministro de Estado da Justiça, José Eduardo Martins Cardozo
- Pronunciamento dos Governadores

13h – Almoço

15h – Reunião Reservada dos Governadores para Elaboração da “Carta de Teresina”

17h – Divulgação da “Carta de Teresina” e Coletiva à Imprensa

Fonte: Ccom