Teresina terá 20 pontos de acesso público à internet

Teresina terá 20 pontos de acesso público à internet

A ação faz parte do programa “Piauí Digital” e é uma das metas da ATI.

A Agência de Tecnologia da Informação (ATI) está instalando 20 acessos públicos a internet outdoor em pontos com grande fluxo de pessoas em Teresina, como praças, órgãos públicos e pontos turísticos, permitindo que os cidadãos tenham acesso à internet em um raio de até 150 metros.

A ação faz parte do programa “Piauí Digital” e é uma das metas da ATI para o primeiro semestre de 2012. Para o funcionamento do sistema, serão utilizados equipamentos de origem israelense.

Chamados de “Access Points Outdoor” (pontos de acesso ao ar livre), os locais de acesso serão implementados em diversas localidades com elevado fluxo de pessoas, a exemplo do complexo turístico da Ponte Estaiada, Praça Demóstenes Avelino (Praça do Fripisa) e Espaço Cidadão, na avenida João XXIII.

Os pontos restantes ainda estão sendo definidos. Os access points vão complementar as duas estações digitais já existentes no centro de Teresina, sendo uma nas proximidades da Biblioteca Cromwell de Carvalho, no centro da capital, e outra no interior da própria biblioteca.

Estão sendo investidos R$ 140 mil na instalação desses pontos, que proporcionarão acesso em um raio de cerca de 150 metros do ponto de instalação.

“O aparelho é feito para resistir às intempéries, e foi testado no deserto. Além disso é blindado, e o acesso será oferecido através de um login e uma senha. O login será feito mediante realização de um cadastro em pontos que serão instalados, no qual o usuário apresentará CPF e RG para cadastrar-se. Sendo assim, a pessoa poderá acessar usando o próprio CPF como login”, adiantou o presidente da ATI, Thiago Siqueira Gomes.

O cadastro será único para todos os pontos de acesso. De acordo com ele, o cadastro é necessário para garantir a segurança das operações. “Todos os acessos serão autenticados, então é bastante seguro”.

Os equipamentos disponibilizarão os acessos wireless através de notebooks, netbooks e celulares. O primeiro desses pontos deve ser disponibilizado já no mês de março. Segundo o presidente da ATI, a iniciativa faz parte do modelo de administração do governo do Estado, que estabelece metas através do sistema GPR (Gestão Por Resultados).

Jovens terão acesso à internet em novo telecentro

A Prefeitura Municipal de Teresina, através da Secretaria Municipal da Juventude e da Prodater, vai inaugurar um novo telecentro na próxima segundafeira.

O telecentro “Jamilson Viana” funcionará na própria sede da Secretaria Municipal da Juventude, localizada na Rua São Pedro, 1504, esquina com a Rua 24 de Janeiro.

Ao todo, serão disponibilizados 10 computadores, onde os jovens terão acesso inteiramente livre à internet. O ambiente disponibilizado pela Secretaria Municipal da Juventude estará voltado para a oferta de cursos e treinamentos, informações, pesquisas e estudos, serviços e oportunidades de negócios para os jovens, visando o fortalecimento das condições de competitividade para o mercado de trabalho.

A secretária da Juventude, Erinalda Feitosa, acredita que o telecentro será uma ferramenta primordial para reduzir o ócio que tanto afeta a juventude teresinense.

“A principal finalidade do telecentro é incentivar mais ainda os jovens a manter o constante interesse pela pesquisa e pelos estudos. Sendo a internet um dos principais meios de comunicação com o mundo, e que mais atrai a juventude nos dias de hoje, acreditamos que será também um importante fator de incentivo na busca do saber”, ressalta Erinalda.

O diretor-presidente da Prodater, Patrick Silveira, acrescenta que a disponibilização de espaços públicos com esse intuito para o teresinense é essencial principalmente no setor socioeconômico da cidade.

“O conhecimento tecnológico é, hoje, responsável pelo mais alto índice de geração de postos de emprego, no Brasil e no mundo. Além de ser necessário para qualquer área profissional que o jovem deseje atuar”, lembrou Patrick.

O telecentro vai contar ainda, além de computadores, com instrutores para o acompanhamento diário dos jovens, nas pesquisas e nos serviços, que serão inseridos no Projeto. Em cada computador estará contido um total de 54 cursos de capacitação.

Fonte: Dowglas Lima