THE: Médicos da FMS incentivam homens a cuidarem da saúde

Incentiva constantemente a participação dos homens nas ações

 A Fundação Municipal de Saúde (FMS) incentiva constantemente a participação dos homens nas ações de prevenção em saúde. Amanhã, 25 de setembro, a partir das 8h30, no auditório da Unidade Básica de Saúde do Vale do Gavião, o médico Robespierre Bastos irá proferir palestra sobre os programas Pré-Natal Masculino e Saúde do Homem para profissionais e comunidade.

“Os programas tem como objetivo principal aproximarem os homens da Unidade Básica de Saúde. São nesses locais onde os homens podem realizar o cuidado preventivo de sua saúde, pois eles tipicamente só procuram o serviço de saúde quando são acometidos por alguma doença. E nosso foco é a prevenção”, explica o médico da Estratégia Saúde da Família, Robespierre Bastos.

Um exemplo de bom desempenho da implantação dos programas Saúde do Homem e Pré- Natal Masculino são as atividades realizadas no Parque Mão Santa, zona Leste da cidade, onde o percentual de homens sendo atendidos pela Unidade de Saúde do Planalto Uruguai para a realização do Pré-Natal Masculino é de 64%.

 A FMS implantou os dois programas voltados ao público masculino em suas UBS no ano passado, realizando capacitações com todos os médicos e enfermeiros das 258 equipes Estratégia Saúde da Família (ESF) atuantes em Teresina. Por se tratar de um serviço de saúde a ser prestado, o homem recebe uma declaração do médico para justificar sua ausência no trabalho, caso seja preciso. Quando ele retorna para a devolução de exames, recebe um atestado médico. 

O Ministério da Saúde tem como uma das prioridades a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem, desenvolvida em parceria entre gestores dos SUS, sociedades científicas, sociedade civil organizada, pesquisadores, acadêmicos e agências de cooperação internacional. A pluralidade das instituições envolvidas nessa construção é um convite e um desafio à consideração da saúde do homem brasileiro nas suas idiossincrasias e similaridades nos 5.561 municípios, 26 estados e no Distrito Federal.

A Política traduz um longo anseio da sociedade ao reconhecer que os agravos do sexo masculino constituem verdadeiros problemas de saúde pública. Um dos principais objetivos desta Política é promover ações de saúde que contribuam significativamente para a compreensão da realidade singular masculina nos seus diversos contextos socioculturais e político-econômicos; outro, é o respeito aos diferentes níveis de desenvolvimento e organização dos sistemas locais de saúde e tipos de gestão. Este conjunto possibilita o aumento da expectativa de vida e a redução dos índices de morbimortalidade por causas preveníveis e evitáveis nessa população.

Clique e acesse mais notícias 


Fonte: Assesssoria