"Tive sorte de não pegar AIDS",  desabafa o cantor Elton John

"Tive sorte de não pegar AIDS", desabafa o cantor Elton John

Aos 65 anos, Elton diz que não percebeu ter desperdiçado tanto tempo consumindo drogas.

Elton John acredita ter perdido "um bom pedaço" de sua vida para o consumo excessivo de álcool e drogas, disse o cantor e compositor inglês em entrevista ao programa Today Show, da NBC norte-americana.

Aos 65 anos, Elton diz que não percebeu ter desperdiçado tanto tempo consumindo drogas - justamente em um período em que vários amigos do cantor morreram por abusar de um estilo de vida sem regras.

"Eu perdi um bom pedaço da minha vida no início dos anos 80, quando essa epidemia [de AIDS] começou a acontecer, e eu era um viciado egoísta", disse. "Sabe, eu tinha gente morrendo à minha volta, amigos meus. E ainda assim, não parei com essa vida que eu tinha. É a pior coisa do vício".

"Eu fui consumido pela cocaína, pelo álcool, e vai saber pelo que mais. Aparentemente eu nunca recebi o recado de que a geração "Eu" havia terminado", desabafou.

Hoje em dia Elton John lidera a Elton John AIDS Foundation, organização beneficente que visa evitar a propagação da doença e ajudar quem contraiu o vírus HIV. Até hoje, o músico não sabe explicar como não contraiu a doença.

"Quando você usa uma droga e bebe algo alcoólico junto, você passa a acreditar que é invencível. Eu consegui sair disso sem HIV. Sou o homem mais sortudo do mundo"

Na mesma entrevista, que será transmitida em duas partes nos Estados Unidos na semana que vem, Elton ainda expressou o desejo de ter mais filhos com seu marido, o diretor David Furnish. Zachary, o primogênito do casal, nasceu por uma barriga de aluguel em 2010.

"Eu adoraria ter mais filhos", contou. "E será difícil para o Zachary ser filho de uma pessoa famosa, e ouvir das outras crianças: "você não tem mãe". E eu quero que ele tenha um irmão ou uma irmã para ir à escola com ele, alguém com quem ele possa brincar".

Fonte: UOL