Trailers da Praça dos Correios podem ser retirados da zona Sudeste

Comerciantes e moradores do bairro Dirceu estão insatisfeitos

Os donos dos trailers da Praça dos Correios, bair-ro Dirceu, zona Sudeste de Teresina, e os frequentadores desses pontos de alimentação estão muito insatisfeitos com a decisão da Prefeitura Municipal de Teresina de tirar o comércio do local.

Victor Gabriel


Segundo relatos dos proprietários, o argumento de que eles estariam vendendo bebida alcoólica é inverídico, pois o consumo de álcool na praça é feito por pessoas com problemas de drogadição, que também frequentam o espaço.

A outra questão levantada pelos donos dos estabelecimentos é que a Superintendência de Desenvolvimento Urbano da zona Sudeste (SDU/Sudeste) cobra alvarás, que não são emitidos pelo poder municipal desde a década de 80. Ao todo, 25 trailers estão presentes na Praça dos Correios. “São 25 famílias que dependem do comércio para se sustentarem”, relata Paulo Sérgio Reis, dono de um dos pontos que vendem alimentos.

“A prefeitura quer nos tirar de lá dizendo que vendemos bebidas e droga, o que não é verdade. O que acontece é que os moradores de rua usam drogas e bebem na praça, mas não com o nosso consentimento. Sobre o alvará, é verdade que ninguém tem. Mas tem gente que está lá há mais de 15 anos sobrevivendo daquilo, então acho que isso deve ser levado em conta”, explica Paulo Sérgio.

Francisca Maria, também proprietária de trailer, repudia veementemente a decisão da Gerência de Fiscalização da SDU/Sudeste. “Somos trabalhadores”, diz. “Eles deveriam valorizar nosso espaço e nosso comércio. Servimos a pessoas de todo o bairro. Ao invés de nos dar segurança, querem tirar nosso sustento”, reclama.

A comerciante também denuncia a falta de segurança do espaço, e que, assim como ela, todos os proprietários e funcionários dos trailers vivem temerosos.

“Trabalhamos aqui ameaçados por causa dos moradores de rua que passam e xingam a gente, vivemos sempre com medo. Eles andam muito loucos, com cheiro de droga, e quem sofre somos nós”, afirma Francisca.

Prefeitura quer realocar donos de trailers

De acordo com Odaci Soares, Gerente de Fiscalização da SDU/Sudeste, a intenção de retirar os trailers é para que eles não atrapalhem o interesse público, que no caso é o espaço. "Nosso interesse é realocá-los, estabelecer este comércio em outro espaço", declara.

Sobre a questão das bebidas alcoólicas, a SDU/Sudeste afirma que agora eles estão respeitando a legislação. "Nós fizemos esse trabalho de retirada de trailers lá, pelo espaço ser próximo de maternidade e hospital.

Cadeirantes e gestantes precisam daquele espaço para transitar, e a gente percebe que eles também estão relaxados com a limpeza. Quanto a venda de bebidas, nós verificamos que não são mais eles que realizam esse comércio", finaliza Odaci Soares.

Fechamento de trailers prejudica trabalhadores

Os vizinhos da Praça dos Correio não estão nada contentes com a retirada dos trailers do local. Além de venderem alimentos variados, o espaço que concentra os pontos comerciais é considerado um ambiente de confraternização e lazer para a comunidade do entorno. Segundo os donos dos trailers, vem gente de todos os bairros da região para o local, que começa a funcionar logo pela manhã.

E os trabalhadores das empresas que ladeiam a Praça dos Correios também não estão satisfeitos com a medida da SDU/Sudeste. "A gente come aqui todo o dia, porque as lanchonetes das empresas são caras, aqui é melhor e mais barato.


Vai ser muito ruim se tirar, mais ainda porque aqui vai ficar deserto, e os assaltos já acontecem, imagine aqui sem ninguém?", reclama Renata Santos, que trabalha em um call center.

Fonte: Lucrécio Arrais