Detran: No carnaval, trânsito terá fiscalização intensificada no Piauí

Detran: No carnaval, trânsito terá fiscalização intensificada no Piauí

- O Detran vai fazer sua parte. Vai estar nas rodovias e nas vias urbanas, diz diretor geral.

O Governo do Piauí, o Ministério Público e o Departamento Estadual de Trânsito (DETRAN) vem intensificando campanhas e tomando providências com o intuito de combater os excessos e acidentes de trânsito neste carnaval.

?O Detran vai fazer sua parte. Vai estar nas rodovias e nas vias urbanas?. Afirma José Antônio Vasconcelos, diretor geral do Detran. Segundo Antônio Vasconcelos, as instituições que estão mobilizadas em parceria tomarão todas as providências possíveis em suas áreas de atuação para o carnaval deste ano.

Ele diz ainda que os prefeitos das cidades também deverão fazer sua parte para que o trabalho em conjunto possa ter melhores resultados. Vasconcelos relata que o governador já reuniu todo o secretariado e cobrou de cada um uma ação no que diz respeito à paz e segurança no carnaval.

Dados do Detran referentes a esse período no ano passado confirmam um total de 1.397 acidentes com vítimas, sendo 1.090 motociclistas. Também pode-se ratificar 68 vítimas fatais, sendo 43 condutores ou passageiros de motocicletas.

O Hospital de Urgência de Teresina (HUT) também registrou um grande movimento nesse período, notificando um total de 1.160 atendimentos referentes a vítimas de acidentes. Dentro desse total, 271 foram vítimas de acidentes com moto e 51 vítimas de acidentes de carro ou que foram atropeladas.

O diretor explica ainda que a melhor forma de prevenir possíveis transtornos ou acidentes neste carnaval é estar atento à revisão de seu veículo, usar cinto de segurança e moderar no consumo de bebidas alcoólicas.

Semtcas vai fiscalizar festas em Teresina

A Secretaria Municipal do Trabalho, Cidadania e Assistência Social (SEMTCAS) está desenvolvendo uma campanha com o tema ?Diga Não?, durante o carnaval. Esta campanha tem por objetivo a sensibilização da sociedade quanto a alguns assuntos.

Serão eles o preconceito, a venda de bebidas para menores, o trabalho infantil, as drogas, o abuso e a exploração sexual de crianças e adolescentes. Segundo a organizadora do projeto, Silvana Bacelar, a campanha será empreendida no corso e em outras festas de rua que acontecerem na capital durante o carnaval.

Ela também afirma que o projeto contará com uma equipe de 16 profissionais do curso de Serviço Social que estarão presentes nos locais de folia realizando um trabalho de conscientização, mobilização e sensibilização de toda a sociedade teresinense quanto a esses problemas.

Fonte: Thauana Cavalcante