Tremor de terra é sentido em quatro estados do Nordeste

O tremor desta segunda-feira foi sentido em um raio de 300 quilômetros do epicentro

O tremor de terra registrado no Rio Grande do Norte, às 14h (horário de Brasília), teve reflexos no Ceará, em Pernambuco e na Paraíba. As informações preliminares do laboratório sismológico da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) indicam que a magnitude do tremor atingiu 3,8 na escala Richter, mas os dados das estações medidoras seguem em análise dos técnicos.

Segundo Eduardo Alexandre Menezes, do laboratório sismológico da UFRN, o epicentro do tremor pode ter sido em Poço Branco (RN), Taipu (RN) e João Câmara (RN), região que já viveu o susto de um abalo no sábado (9).

O tremor desta segunda-feira foi sentido em um raio de 300 quilômetros do epicentro e atingiu cidades dos estados vizinhos. "Estamos calculando a profundidade do tremor para sabermos a intensidade sísmica percebida pela população local", disse Menezes.

De acordo com Sérgio Leocádio, da Secretaria de Defesa Social de Natal, até as 17h (horário de Brasília), não houve registros de pedidos de socorro ou comunicação de imóveis danificados após o tremor na capital potiguar.

A administração do Natal Shopping informou que os clientes sentiram o abalo no horário de pico (almoço), quando algumas pessoas frequentavam a praça de alimentação. Por dia, cerca de 20 mil pessoas circulam pelo estabelecimento, mas não há como precisar quantas estavam no shopping no momento do tremor. Ninguém ficou ferido e não houve danos na estrututura do prédio.

Série de abalos

Joaquim Ferreira, coordenador do laboratório sismológico da UFRN, disse ao G1 que temia que novos tremores pudessem ser registrados no estado após o primeiro abalo ocorrido no sábado. Naquela ocasião, o tremor foi sentido em João Câmara, Poço Branco (RN), Taipu (RN), Ceará-Mirim (RN) e em alguns bairros de Natal.

O tremor de terra registrado no sábado foi maior do que os equipamentos apontaram inicialmente e teve epicentro em Taipu (RN), local diferente do que havia sido apontado pelas estações medidoras. Uma nova medição de técnicos potiguares indicou que o abalo atingiu magnitude de 2,7 graus, podendo chegar a até 3 graus na escala Richter.

A magnitude preliminar aferida pelo Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UnB) foi de 2 graus na escala Richter, com epicentro em João Câmara (RN).

O coordenador afirmou que os últimos registros de tremores na região ocorreram em 1997.

Tremores em 2010

Este foi o segundo registro de tremor no prazo de uma semana no país. No sábado (2), os equipamentos do observatório registraram um tremor em Sobral (CE), que atingiu magnitude de 2,7 graus na escala Richter.

Casos recentes

Dois equipamentos do Serviço Geológico do Brasil (SGB) registraram dois abalos em Presidente Figueiredo (AM), em 30 de dezembro de 2009. Cada um dos tremores atingiu 2,4 e 3 graus na escala Richter.

Fonte: g1, www.g1.com.br