Trens de carga e de passageiro batem após descarrilamento, afirma CPTM

O acidente ocorreu por volta das 11h20 desta quarta-feira (18), na Grande São Paulo.

Um trem de carga descarrilou e bateu em uma composição de passageiros próximo à estação Franco da Rocha, da Linha 7-Rubi, de acordo com a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). O acidente ocorreu por volta das 11h20 desta quarta-feira (18), na Grande São Paulo.

Pelo menos 13 pessoas ficaram feridas, segundo o Capitão Alípio, do Corpo de Bombeiros. O helicóptero Águia, da Polícia Militar, também foi acionado para auxiliar no socorro das vítimas. Um dos passageiros, com uma fratura exposta na perna, foi resgatado pela aeronave. O grupamento aéreo da PM não informou o estado de saúde, nem para qual hospital ele foi levado.

Por causa do acidente, a circulação de trens permanecia interrompida entre as estações Franco da Rocha e Baltazar Fidélis às 13h. No horário, os ônibus do Plano de Atendimento entre Empresas de Transporte em Situação de Emergência (Paese) atendiam a população no trecho paralisado.

Ainda segundo a CPTM, o cargueiro é operado pela MRS Logística, por concessão federal, e carregava bauxita em direção a Francisco Morato, na região metropolitana da capital, no momento do acidente. Após descarrilar, quatro vagões do trem de carga tombaram e atingiram a lateral dos últimos carros da composição da Linha 7-Rubi, que seguia no sentido contrário.

A Linha 7-Rubi liga a Estação Luz, no Centro de São Paulo, à cidade de Jundiaí, no interior paulista.

Investigação

O gerente de Relacionamento da CPTM, Sérgio de Carvalho Júnior, disse ao SPTV que a companhia apura as causas do acidente. Segundo ele, a distância entre os dois trens é correta no ponto onde ocorreu o descarrilamento. ?O momento é de apurar as causas desta ocorrência?.

Por volta das 12h30, ele informou que equipes da CPTM já estavam no local e que a MRS Logística, proprietária do trem de carga envolvido no acidente, já havia sido acionada.


Trens de carga e de passageiro batem após descarrilamento, afirma CPTM

Fonte: G1