“Trump não é meu presidente”, dizem alunos do ensino médio nos EUA

Alunos do ensino médio participam de protestos contra Trump

Milhares de estudantes do ensino médio participaram nesta segunda-feira (14), em Los Angeles, no estado da Califórnia; em Seattle, no estado de Washington; e em dezenas de outras cidades dos Estados Unidos de manifestações contra as políticas anunciadas pelo presidente eleito dos Estados Unidos, Donald Trump, do Partido Republicano.


Durante as manifestações, que ocorreram também em Portland, no estado de Oregon; e em Montgomery County, em Maryland; os estudantes exibiam bandeiras americanas e mexicanas e gritavam “Trump não é meu presidente” e outros refrões contra as propostas do republicano de barrar muçulmanos nos aeroportos, expulsar imigrantes sem documento e construir um muro na fronteira com o México.

Estudantes protestam contra Trump nos EUA (Crédito: Twitter)
Estudantes protestam contra Trump nos EUA (Crédito: Twitter)

Os protestos também criticaram a escolha de Stephen Bannon como o principal estrategista da Casa Branca para a gestão Trump. Durante as manifestações, os estudantes chamavam Bannon de “racista” e defensor da implantação do nacionalismo branco nos Estados Unidos.

Em Los Angeles, cerca de 4 mil estudantes saíram das aulas de ensino médio em toda a cidade para protestar contra o presidente eleito. Servidores das escolas públicas de Seattle informaram que cerca de 5 mil alunos participaram dos protestos.



Fonte: iG