Ufpi ganha centro de enfrentamento de drogas

A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) lanço, em 2010, edital público com processo seletivo para apoio financeiro à implantação dos C

O Governo Federal deu o primeiro passo para a criação dos Centros Regionais de Referência (CRR) em Crack e outras drogas. Os centros são mais uma iniciativa prevista no Plano Integrado de Enfretamento ao Crack e Outra Drogas, lançado em 2010. A finalidade deles é a formação permanente e a qualificação da intervenção de profissionais que atuam nas redes de atenção integral à saúde e de assistência social, que trabalham tanto com usuários de crack e outras drogas, quanto comas famílias dessas pessoas. No Piauí, o centro funcionará em Teresina na Universidade Federal do Piauí (Ufpi).

A Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad) lanço, em 2010, edital público com processo seletivo para apoio financeiro à implantação dos CRR. Puderam concorrer IES públicas federais e estaduais com abragência ? para o projeto ? igual ou superior a 500 mil habitantes.

O repasse federal é de até R$ 300 mil por projeto, que deverá ser aplicado na formação de 300 profissionais. Ao final de 12 meses, serão capacitados 14,7 mil profissionais, em 884 municípios de 19 estados. Os recursos são do Plano Integrado de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas e integram o orçamento do Fundo Nacional Antidrogas (Funad) da Senad.

A Ufpi já faz parte da Câmara Estadual de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas. A Câmara, que foi criada dia 21 de janeiro palo Governo do Estado do Piauí, tem como objetivo debater e reunir esforços no combate às drogas, especialmente o crack. Uma equipe multidisciplinar desenvolve um projeto institucional de combate à drogas.

Representante da Ufpi na Câmara Antidrogas, o prefessor Newton Freitas afirmou que a Ufpi tem muito a colaborar, tomando providências como: disponibilizar leitos do HU, lançar um olhar interdisciplinar sobre as drogas e qualificar profissionais para combater esse problema. ?Como colaboração determinante, a Ufpi deve tembém elaborar estatísticas e desenvolver pesquisas científicas que dimensionem a amplitude do problema das drogas no Estado do Piauí?, disse Newton Freitas.

Fonte: Maria Carcará