Universitários vão ter cursos gratuitos de língua inglesa

A UFPI ofertará, a partir de janeiro, 675 vagas gratuitas para cursos presenciais do referido idioma.


Universitários vão ter cursos gratuitos de língua inglesa

Aprender a língua inglesa para cursar disciplinas ou fazer intercâmbio em outro país é um desafio para muitos universitários piaui-enses. 675. Esse é o número de vagas que estão sendo disponibilizadas pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) por meio do programa Inglês sem Fronteiras do Ministério da Educação, gratuitamente para cursos presenciais do referido idioma. As inscrições para os mesmos seguem até o dia 3 de janeiro e são feitas exclusivamente pela internet.

Segundo a coordenadora pedagógica do Inglês sem Fronteiras na UFPI, Beatriz Gama Rodrigues, o curso presencial Inglês sem Fronteiras é um curso de alto nível, totalmente gratuito. ?Ele é destinado aos alunos da UFPI, com duração de semanas.

O objetivo do curso é ajudar os alunos a terem mais condições para prestar as provas de proficiência (TOEFL ou IELTS) exigidas para ingressar no Ciência sem Fronteiras?, comenta. As turmas terão no máximo 15 alunos.

O programa visa incrementar a elegibilidade dos discentes das Instituições Federais de Ensino Superior à mobilidade internacional estudantil, a partir do desenvolvimento da proficiência em Língua Inglesa.

Os cursos serão destinados aos alunos de graduação de cursos elegíveis ao Ciência sem Fronteiras que atendam ao perfil definido pelo Programa e que estejam cursando - ou seja, com inscrição ativa - o My English Online - MEO, curso de Inglês online oferecido também gratuitamente pelo Governo Federal (Capes/MEC).

Com interesses voltados para o programa de internacionalização Ciência sem Fronteiras, o estudante Júnior Veras pretende realizar a sua inscrição no curso presencial e já está no quarto nível do curso em versão a distância.

Ele explica que as sua intenção com a versão presencial é melhorar as habilidades orais e fluência no idioma, porque quer concorrer a bolsas de estudos internacionais.

É importante destacar que o aluno que já se inscreveu no MEO, mas não ativou sua senha, deve iniciar as atividades do curso imediatamente e permanecer ativo para poder ter acesso aos cursos presenciais.

Com carga horária de 32 horas/aula, que ocorrerão no Campus Ministro Petrônio Portella, em Teresina, os cursos estão previstos para iniciarem no dia 20 de janeiro. As inscrições podem ser feitas até o dia 03 de janeiro.

Turmas são formadas pelo sistema on-line

As turmas serão formadas de modo sistemático pelo sistema on-line. Conforme explica a coordenadora pedagógica, somente podem se inscrever os alunos que já estiverem no nível dois do curso a distância e o nivelamento das turmas é feito de acordo com tais níveis. "Além disso, as vagas são prioritariamente para alunos de cursos elegíveis para o Ciência sem Fronteiras", acrescenta Beatriz Gama.

A coordenadora reitera que uma vantagem dos cursos presenciais é que eles aumentam a capacidade interativa entre os alunos e professores. "Os cursos a distância ajudam, mas acho melhor quando é possível haver também presencial. Principalmente para preparar alunos para cursos universitários em países de língua inglesa", observa Beatriz Gama.

A proposta é que após selecionados e com o curso feito os alunos tenham um melhor desempenho nas universidades de países de língua inglesa onde estudarão por um ano, se capacitados para o Ciência sem Fronteiras.

"Ainda temos vagas. As inscrições estão abertas no site do ISF (www.isf.mec.gov.br) até o dia 03 de janeiro, onde os alunos podem se inscrever, e serão selecionados conforme prioridade do MEC", pontua Gama.

Fonte: Thays Teixeira