UPA do bairro Satélite está com cerca de 55% da obra executada

A UPA do bairro Satélite terá cerca de 18 leitos de observação.

A construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Satélite, zona Leste, está com 55% executada. Quando iniciar o funcionamento a capacidade de atendimento diário será de 350 pessoas. A Prefeitura de Teresina investe R$ 1.948.992,81 e o Governo Federal R$ 2.576.235,00. O custo total da obra é de R$ 4.561.227,81.

A UPA terá 18 leitos de observação, sete de estabilização e dois de isolamento. É denominada de UPA ampliada por estar próxima a estabelecimento de saúde já existente, no caso o Hospital do bairro Satélite.

A presidente da Fundação Hospitalar de Teresina (FHT), Fátima Garcêz, destaca que a população de Teresina terá melhor atendimento com o funcionamento de mais UPAs. “A UPA vai oferecer serviços médicos durante 24 horas, assim como já é feito na UPA do bairro Renascença”, declara.

Também está em construção a UPA ampliada do bairro Promorar, que terá 15 leitos de observação, sete de estabilização e dois de isolamento. “A Prefeitura de Teresina investe muito em saúde e em breve serão três UPAs funcionando para atender a população”, diz a presidente da FHT.

Funcionamento da UPA

Está em funcionamento desde 1º de setembro de 2015 a UPA do bairro Renascença com uma média mensal de mais de 6 mil atendimentos. A diretora da UPA, Luciana Silveira, explica que o atendimento é feito com a classificação de risco. “A prioridade é o paciente mais grave, mas todos que procuram a UPA recebem atendimento”, informa.

Na UPA o paciente ao ser atendido pelo médico poderá ficar até 24 horas quando necessitar de mais cuidados ou estabilização. Após esse período se ainda necessitar de acompanhamento médico é transferido para um hospital.

Fonte: Ascom