Venezuelanas dizem que foram obrigadas a trocar sexo por comida

Venezuelanas foram achadas após denúncias de vizinhos.

Nove venezuelanas foram encontradas dentro de uma casa na cidade de Boa Vista, em Roraíma. De acordo com a chefe de Divisão de Proteção da 1ª Vara da Infância e Juventude, Lorrane Costa,  que investiga o caso, as vítimas relataram terem sido obrigadas a trocar sexo por comida.

"Elas contaram que ficavam dentro da casa durante o dia e à noite eram obrigadas a se prostituir em estabelecimentos próximos ao terminal de ônibus do Caimbé. Eram escravas sexuais, porque o dinheiro que ganhavam na atividade era provavelmente repassado ao responsável pela casa que em troca dava moradia e comida a elas", afirmou.

As nove mulheres foram encontradas após denúncias. "Recebemos a denúncia de vizinhos e fomos a essa casa em busca de crianças e adolescentes que poderiam estar sendo vítimas de exploração, mas ao chegarmos lá encontramos uma venezuelana que disse que não tinha ninguém na casa e que não teria como abrir a porta. Então, com ajuda da polícia entramos na casa e achamos as outras mulheres. Estavam todas assustadas achando que seriam deportadas por nós", acrescentou.

Ainda segundo Lorrane, elas foram obrigadas a se prostituir. "Pelos relatos delas, acreditamos que o dinheiro que elas ganhavam com a prostituição era repassado ao responsável pela casa que em troca dava moradia e comida a elas", contou.

Local onde as nove venezuelanas foram encontrados (Crédito: : Divulgação/TJRR)
Local onde as nove venezuelanas foram encontradas (Crédito: Divulgação/TJRR)





Fonte: Com informações do G1