Vigilância Sanitária alerta para o uso correto de medicamentos

Clique e veja seis dicas para o uso adequado de medicamentos.

O controle do uso abusivo de medicamentos, sem orientação médica, é uma preocupação da Diretoria de Vigilância Sanitária do Piauí (Divisa), órgão da Secretaria da Saúde do Piauí (Sesapi). Nesse sentido, a Vigilância Sanitária está atenta para o cuidado com a saúde da população e dá dicas de como manusear e utilizar os medicamentos corretamente, bem como estimular a população para que seja um Cidadão Vigilante.

Conheça seis dicas para o uso adequado de medicamentos, para você e sua família. As dicas são dadas pela farmacêutica Wanieire Veloso:

1. O usuário deve observar se o estabelecimento no qual está adquirindo o medicamento possui licenciamento dos órgãos sanitários municipal, estadual ou federal. Em seguida, é sobre as indicações dos medicamentos. “Somente quem pode oferecer as orientações corretas sobre um determinado medicamento é o médico ou o farmacêutico. Não se deve usar medicamento aconselhado por conhecidos, o mesmo sintoma pode não significar a mesma doença”.

2. A automedicação, principalmente com antibióticos e psicotrópicos, deve ser evitada. “No caso dos antibióticos, o uso sem indicação médica e sem seguir corretamente as orientações, no que diz respeito à dosagem e aos horários, pode causar resistência à medicação durante o tratamento. Já o uso abusivo de psicotrópicos, pode levar à dependência química, sem falar nos efeitos colaterais que ele poderá causar”.

3. Outro alerta importante é sobre as condições de saúde em que o paciente se encontra. “Informe para o médico sobre suas condições de saúde, como gravidez, amamentação, alergias a medicações ou qualquer problema de saúde. Informe também todos os medicamentos que estiver utilizando e se algum já lhe causou problemas como dor no estômago, enjoo, tontura, vermelhidão na pele, entre outros. Tudo deve ser dito claramente ao médico”.

4. A forma adequada e segura de guardar os medicamentos também deve ser seguida corretamente. É preciso mantê-los num armário fechado, longe do alcance de crianças e animais, protegidos da luz e umidade.

5. Fique atento ao medicar crianças, pois nem todo medicamento indicado por adulto pode ser usado por elas. “Leia a bula e fique atento para suas contraindicações. As bulas atualmente estão cada vez mais claras e numa linguagem bem simples de serem entendidas”.

6. Evite usar medicamentos na posição deitada e tome-os com um copo de água, nunca com refrigerante, chá, café ou bebidas quentes.

Siga as instruções da Vigilância Sanitária e seja um Cidadão Vigilante, um medicamento mal utilizado pode prejudicar sua saúde. A Vigilância Sanitária tem como um de seus objetivos promover ações de prevenção à saúde da população pelo controle sanitário dos serviços e da comercialização de produtos em todo o estado.

Fonte: Assessoria