Iraque: um professor mata 21 alunos durante uma aula de ataque suicida

As autoridades foram alertadas sobre o acidente e se dirigiram ao local, onde doze insurgentes feridos foram presos quando tentavam fugir.

Um ?professor? jihadista do Estado Islâmico do Iraque e do Levante (EIIL) dava uma aula sobre bombas aos seus alunos radicais vestindo um cinto carregado de explosivos, quando acionou sem querer o dispositivo, matou vinte uma pessoas e deixou quinze feridos na província de Samara, norte de Bagdá.

As autoridades foram alertadas sobre o acidente e se dirigiram ao local, onde doze insurgentes feridos foram presos quando tentavam fugir.

O acidente fatal entre membros do grupo extremista que domina a insurgência sunita no país aconteceu no mesmo dia em que o presidente sunita do Parlamento iraquiano, considerado um traidor pelo grupo, escapou de um atentado na cidade de Mosul, no norte do Iraque.

Carros-bomba são a principal arma usada por este grupo terrorista, com explosões coordenadas e número alto de mortalidade por todo o país.

Os eventos ressaltam a determinação dos insurgentes para reconstruir e recuperar a força que tinham no Iraque no auge da guerra ? o que durou até que as tribos sunitas, apoiadas pelos EUA, tenham se voltado contra eles.

Os militantes estão lutando pelo controle de áreas no Iraque ocidental, o que testa a capacidade do governo, de maioria xiita, em manter a segurança do país após a retirada das tropas norte-americanas, há dois anos.

Fonte: Terra