Casa Meio Norte, mantida pelo empresário Paulo Guimarães, é visitada por voluntários

Casa Meio Norte, mantida pelo empresário Paulo Guimarães, é visitada por voluntários

Os voluntários do projeto Amigos do Natal foram recebidos com festa pelos estudantes da Casa Meio Norte.

O Natal das crianças da Escola Casa Meio Norte, mantida pelo empresário Paulo Guimarães,  será mais completo graças aos voluntários do projeto Amigos do Natal, tradicional iniciativa que beneficia diversas instituições na cidade. Na manhã de ontem, os voluntários estiveram na escola, distribuindo presentes e recebendo o carinho dos pequenos estudantes.

A recepção foi a mais calorosa possível: os voluntários chegaram em meio a uma verdadeira festa, com música e apresentação de coral. Os presentes foram entregues em um caminhão, com a presença do Papai Noel.

Esta é a terceira vez que a iniciativa beneficia os alunos da Casa Meio Norte, mas entre os voluntários a sensação é sempre a de estar lá pela primeira vez.

É muito gratificante. A cada vez que comparecemos, somos recebidos com ainda mais carinho. Fazer essas crianças felizes não tem preço. Ver esses sorrisos é tudo para nós.

Lembro-me do ano passado, quando uma criança disse, ao receber o presente, que queria ser como nós quando crescesse. Aquilo me marcou profundamente, e é algo de que jamais vou esquecer?, disse o voluntário Volgane Carvalho.

O professor Fernando Said Filho, que participa da organização dos Amigos do Natal, também compareceu à Casa Meio Norte. Essa recepção sempre tão calorosa reforça em nós a certeza de que continuaremos voltando aqui durante anos e anos.


Voluntários levam alegria a crianças da Casa Meio Norte

É uma emoção muito grande?, disse ele. Em 2012, o projeto arrecadou, com a ajuda de diversas pessoas, um total de R$ 6.000, que possibilitaram a aquisição de 1.200 presentes e 200 kits de lanches.

Atualmente o projeto (que tem oito anos de existência) conta com cerca de 40 voluntários, das mais diversas áreas. A diretora pedagógica da Casa Meio Norte, Ruthnéia Vieira Lima, agradeceu a presença dos voluntários ? muitos deles com o rosto pintado e usando adereços natalinos.

Esse é o verdadeiro espírito desta data especial. O Natal nos aproxima de Deus, e precisamos cultivar as coisas que nos permitem essa aproximação. Estamos sempre abertos a iniciativas como esta?, disse ela.

Fonte: Dowglas Lima