Wellington Dias anuncia construção da Universidade do Idoso

Na Vila do Ancião moram 61 idosos, sendo que o mais velho tem 98 anos de idade.

Na Vila do Ancião moram 61 idosos, sendo que o mais velho tem 98 anos de idade.

Durante visita acompanhado pela esposa deputada e secretária estadual de educação, Rejane Dias e do secretário estadual de ação social e cidadania, Henrique Rebelo, às Vila do Ancião no Bairro Morros, zona leste de Teresina, Wellington Dias anunciou a construção de uma universidade para oferecer cursos e prestar assistência aos idosos, já que cada vez mais aumenta a população de pessoas acima de 60 anos no Piauí.

Wellington Dias afirmou que em seu primeiro governo encontrou a Vila do Ancião abandonada e que no ano anterior haviam falecido um grande número de idosos que, segundo médicos, morreram por descaso e falta de atenção na administração de seus medicamentos.

“Meu compromisso sempre foi ajudar os que mais precisam, entre eles os idosos, pois eles são dependentes de medicamentos e no caso dos residente da Vila do Ancião, são pessoas que se desligaram das famílias, ou seja, ou as famílias abandonaram, ou eles foram encontrados por programas sociais sem seus familiares”, declarou Wellington Dias.

Na Vila do Ancião moram 61 idosos, sendo que o mais velho tem 98 anos de idade.

Wellington lembrou que em seus governos foram feitos vários blocos novos para a Vila do Ancião, para suprir a demanda, pois havia a chegada de muitos pedintes que ficavam em pontos de grande movimentação da capital pedindo esmolas. Ele disse ainda que infelizmente as obras na Vila do Ancião não prosseguiram durante o governo que o sucedeu.

Dias disse que orientou o secretário Henrique Rebelo e sua equipe para que façam um trabalho de forma emergencial. Um projeto já elaborado propõe conclusão de reforma na Vila e aquisição de novos equipamentos.

“Queremos em 2015 dar conta dessa missão para oferecer tudo que é básico. Os idosos falaram para mim que é preciso comprar uma nova combi, pois a que tinha virou sucata. Precisam também de apoio para novas atividades como artesanato, pois muitos são artesãs. Eles precisam de transporte para ir ao médico”, disse Wellington Dias.

O Governador do Piauí afirmou que quer implantar a Universidade do Idoso e um sistema de saúde preparado para geriatria.

“Temos que preparar os idosos, muitos tem talentos, cantam, pintam. É preciso que uma rede de proteção ao idosos esteja ativa, muitos desses idosos não tem benefício de aposentadoria, que deveria ser feito pelo estado. Esse é o papel que vamos cumprir”, declarou.

A Universidade do Idoso é na realidade a busca pela formação de uma rede com pessoas qualificadas para lidar com os idosos, segundo Dias. Dias lembrou que muitos idosos desistem de estudar e é possível oferecer para eles, ensino fundamental, médio, técnico profissionalizante e superior.

“Eu tive o privilégio em meu mandato de entregar diploma de conclusão de curso universitário para pessoas de 80 anos, em curso de informática e direito da Universidade Estadual do Piauí”, disse.

Segundo Wellington dias o governo quer ter uma estrutura mais capacitada, qualificada e própria para a aprendizagem de idosos.

“Um jovem com todo vigor consegue superar dificuldades e adversidades. Mas os idosos precisam ser tratados de forma especial. Na Vila do Ancião, foi feita uma integração entre os pavilhões para evitar que os idosos caiam, evitando traumas. O Estado tem que estar preparado. A Universidade do Idoso será adaptada para a melhor idade. Dentro desta estrutura queremos preparar as pessoas para ter acesso a aposentadoria nesta fase da vida em que para de trabalhar. Não é fácil. Algumas empresas modernas já preparam pessoas para entender a aposentadoria, pois hoje ela trabalha e amanhã não. Você pensa que é fácil? O Estado precisa ajudá-los. A população idosa do Piauí está crescendo, graças a Deus, e temos que está preparados para isso” disse Wellington Dias.

Durante a visita à Vila do Ancião, Wellington Dias autorizou a compra de um ar-condicionado para o idoso Francisco de Assis Alves de Sousa, de 67 anos. Eles brindaram em comemoração ao ano novo.

 

Repórter: Efrém Ribeiro










Fonte: Efrém Ribeiro