Zona sul de Teresina poderá ser beneficiado com campus da Uespi

O novo polo funcionaria no Centro Social Urbano do Parque Piauí

Estudantes da zona sul de Teresina poderão ter ensino superior público mais próximo de casa. Isto porque, após levantamento realizado em 2013, requisitado pela Câmara dos Vereadores de Teresina, o projeto de um campus da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) foi encaminhado para o Governo do Estado. Sendo a única região da capital que não conta com unidades ou centros de universidades públicas, a proposta visa a atender à demanda da região.

Segundo o vereador Antônio Aguiar (PP), a nova unidade democratizaria o acesso à universidade pública, criando aproximação para quem também vem de outras cidades como Demerval Lobão, Lagoa do Piauí, Monsenhor Gil e Água Branca. “A zona sul ainda não foi contemplada com uma universidade pública, em todas as outras regiões de Teresina já existe uma. Quem mora na zona sul só conta com faculdades particulares, e nem todos podem pagar por elas. Com uma Uespi no Parque Piauí, muitos alunos que teriam que atravessar a cidade para estudar poderão ficar mais próximos de casa”, explica.

O parlamentar conta que a localização escolhida para o novo polo foi o Centro Social Urbano (CSU) do bairro Parque Piauí. “Fizemos um estudo de viabilidade e o projeto está sendo encaminhado para o governador sancionar. Solicitamos que seja implantada no CSU, que está obsoleto. Há três anos que lutamos por isso e acreditamos que a estrutura passará por reforma. Com boa vontade e esforço, no segundo semestre de 2017 já deverão ter cursos instalados lá”, esclarece.

Ele ainda acrescenta que o modelo em que se basearam foi o do Campus Clóvis Moura, no bairro Dirceu. “O CCM foi instalado numa CSU que estava abandonada e deu certo. Hoje são mais de 3 mil alunos e 112 professores que se beneficiam do polo”.

A vice-reitora Barbara Melo informa que a administração superior da instituição ainda não recebeu os indicativos da demanda mencionada. A universidade passou por uma reestruturação da instituição a partir dos Decretos Estaduais 14. 840 de 04 de junho de 2012 e 15.025 de 11 de dezembro de 2012, que ganhou nova organização em dezoito unidades acadêmicas distribuídas em doze campi entre Capital e interior do Piauí. Em todo o Estado, mais de 20 mil estudantes são alcançados.

Atualmente, a Uespi se distribui na capital entre os Campus Poeta Torquato Neto, no bairro Pirajá, e Campus Clóvis Moura, no bairro Dirceu Arcoverde, com mais de trinta cursos entre os centros de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA), Ciências Humanas e Letras (CCHL), Ciências da Educação Comunicação e Artes (CCECA), Tecnologia e Urbanismo (CTU), Ciências da Natureza (CCN) e Ciências da Saúde (CCS).


Repórter: Mayara Valença

Fonte: jornal.meionorte.com