Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Acesse a versão para celular

Manicure é presa por atirar em cliente que não gostou do serviço

A acusada só não a matou porque errou a pontaria.

Compartilhe
Google Whatsapp

A manicure Kátia dos Santos Pinheiro Machado foi condenada a quatro anos de prisão por tentativa de homicídio. Ela vai cumprir pena por ter atirado contra uma cliente que falou mal do seu trabalho para outras pessoas. Inicialmente, a sentença deve ser obedecida em regime aberto.

Segundo o processo, o crime ocorreu na madrugada de 18 de setembro de 2011, na Quadra 311 do Recanto das Emas. A acusada atirou contra a vítima e só não a matou porque errou a pontaria e não atingiu uma região letal.

O Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT) pediu a condenação de Kátia Machado por tentativa de homicídio. Já a defesa queria a absolvição dela, ou que o delito fosse desclassificado para algo menos grave.

O júri, no entanto, concordou com a promotoria e condenou a acusada. Kátia respondeu ao processo em liberdade e, como compareceu a todos os chamados processuais, possui residência fixa e não cometeu qualquer infração penal desde o crime pelo qual foi condenada, a juíza responsável pelo caso não viu necessidade de decretar a prisão cautelar.



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto