SEÇÕES

Ponte desaba na Índia e deixa ao menos 132 mortos

As autoridades indicaram que cerca de 500 pessoas estavam na ponte comemorando um festival

FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

Ao menos 132 pessoas morreram na Índia neste domingo (30), quando uma ponte suspensa desabou no estado de Gujarat, disse um ministro do governo regional. Os acidentes em infraestruturas, incluindo pontes, são comuns na Índia por serem construções antigas e pela falta de manutenção.

As autoridades indicaram que cerca de 500 pessoas estavam na ponte comemorando um festival quando os cabos que sustentavam a estrutura, que era da época da colônia, cederam, fazendo com que ela desabasse no rio.

Ponte desaba na Índia e deixa mais de 130 mortos (Foto: reprodução)

"Recuperamos 120 corpos até agora. O balanço poderia aumentar com a continuação da operação de busca", disse P. Dekavadiya, chefe da polícia na cidade de Morbi, onde ocorreu o acidente.

"As pessoas caíram umas em cima das outras depois que a ponte colapsou. Elas foram em massa até a ponte para celebrar rituais e para o festival do Diwali. Havia muitas crianças e mulheres entre as vítimas", disse uma testemunha à imprensa local.

Ponte desaba na Índia e deixa mais de 130 mortos (Foto: reprodução)

Vídeos que ainda não tiveram a autenticidade comprovada mostravam pessoas pendurando os restos da estrutura na escuridão e tentando nadar para a margem para se salvar.

Sem certificado de segurança

A ponte suspensa de 233 metros, construída na era do mandato britânico, foi aberta ao público esta semana após meses de reparos. A emissora NDTV informou que a ponte tinha sido reaberta na quarta-feira mesmo sem um certificado de segurança, e imagens de vídeo feitas no sábado mostravam a estrutura balançando.

Ponte desaba na Índia e deixa mais de 130 mortos (Foto: reprodução)

As autoridades lançaram uma operação de resgate após o colapso com submarinos enviados para a área para encontrar os desaparecidos. Dezenas de soldados do Exército e da Marinha indiana participaram dos esforços coordenados.

O plano das autoridades é parar a água da barragem de controle próxima e usar bombas para esvaziar o rio e acelerar a operação de busca.

Indenização para as famílias

O primeiro-ministro Narendra Modi, que estava visitando Gujarat, anunciou uma indenização para as famílias das vítimas e dos feridos no acidente.

Modi pediu a "mobilização urgente de equipes para resgate", tuitou seu gabinete. "Ele pediu que a situação fosse monitorada de perto e continuamente e [que as autoridades] estendessem toda a ajuda possível aos afetados".Em seu site oficial, o governo de Gujarat descreve a ponte como "uma maravilha da engenharia construída no início do século".

Veja Também
Tópicos