Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Gracyanne Barbosa fala de rotina no carnaval e críticas sobre o corpo

Rainha de bateria da União da Ilha conta que diminui os exercícios físicos antes do desfile oficial por falta de tempo: ‘Nenhuma atividade física se compara a sambar de salto alto’.

Compartilhe

Quem vê Gracyanne Barbosa nas redes sociais com sua rotina ativa de exercícios físicos não imagina que, no período pré-carnaval, suas idas à academia diminuem. Rainha de bateria da União da Ilha, Gracy divide seu tempo entre os compromissos de trabalho como modelo fitness, as gravações do programa de humor "Tô de graça", do Multishow, e os ensaios da bateria da qual é soberana pelo terceiro ano consecutivo. As inforamações são do G1.Foto: Marcos Serra Lima/G1

"Tenho malhado bem menos do que antes na preparação. O que faz diferença para mim são os ensaios. Nenhuma atividade física se compara a sambar de salto alto e na rua. Por mais que eu faça aeróbico, nada se compara. Continuo malhando, mas diminuo a rotina. Fora do carnaval, treino sete vezes na semana. No carnaval, exclusivamente neste ano, tenho treinado três vezes na semana no máximo. Não é o suficiente, mas é o que dá por conta do tempo", conta.

Mas, mesmo sem o tempo que gostaria para malhar, a modelo fitness diz que as idas aos ensaios de quadra de de rua da União da Ilha valem muito mais do que qualquer atividade física. 

"A minha média de gasto calórico em um ensaio é de 900 a 1.200 calorias. Nada que eu tenha feito na vida chegou a isso."

Foto: Marcos Serra Lima/G1

Da rotina corrida, Gracyanne conta com uma equipe grande para dar conta de todos os compromissos. "Tudo requer um planejamento e organização. Minha equipe reúne umas dez pessoas. Gosto de colocar tudo no papel, para saber o horário e a rotina de tudo. Sou exigente e quero que tudo seja bem feito. Mas vale toda a correria. Sou muito feliz e grata ao carnaval e à União da Ilha."

Corpo perfeitoFoto: Marcos Serra Lima/G1

Com o corpo, que está nas principais revistas do mundo fitness e nos rótulos de produtos do segmento, Gracyanne conta que mantém uma relação saudável. Mesmo com as críticas que venha a receber.

"Sempre gosto de mostrar e falar que a gente tem que valorizar o nosso próprio corpo. Cada pessoa tem um biotipo e isso tem que ser respeitado. Nunca seria uma mulher magrinha. E estou muito feliz com o meu corpo. Não pratico musculação em busca do corpo perfeito nem acredito nisso. Não me importo com as críticas ao meu corpo e já amadureci a questão de conviver com os meus defeitos. Tem coisas que eu não gosto em mim, mas não me apego. Existem outros valores na vida para se preocupar."

Soberana satisfeitaFoto: Marcos Serra Lima/G1Mais do que ostentar uma coroa, para Gracyanne Barbosa ser rainha de bateria traz a oportunidade de fazer uma troca com a comunidade. "Claro que ser rainha bateria é muito maravilhoso. Mas o que mais me envaidece é saber que eu estou ali de coração aberto e que a escola me recebe e me abraça. É a parte mais gostosa, independente de qual posto você ocupa", diz.

"O posto de rainha é envaidecedor, porque todo mundo espera você na hora do desfile. Você quer estar bonita e estar bem. Mas é muito mais do que a vaidade. É um relacionamento que você assume com os ritmistas e os mestres. É fundamental que a rainha esteja presente com a comunidade", completa.

Mulheres unidasFoto: Marcos Serra Lima/G1

No carnaval da sororidade, em que as rainhas de bateria tem se mostrado cada vez mais unidas, Gracy vê a chance de mudar a realidade.

"Estou muito feliz que o carnaval está mostrando as mulheres mais unidas. Principalmente as rainhas de bateria, porque todo mundo acha que é uma guerra. Muita gente acha que nós nem nos falamos. Todas se falam, com exceção da Viviane [Araújo] e eu. Mas isso é uma outra questão."

"Espero que com ela tenha um ponto final. Da minha parte eu acharia incrível. Mas também não depende só de mim. Se não for no carnaval de 2020, que seja no próximo ou até mesmo fora do carnaval. Eu prezo sempre pela paz e pela união. E essa união só faz bem para o carnaval. Cada vez mais mulheres unidas e não só no carnaval. É uma luta diária."

Fotos: Marcos Serra Lima/G


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar