Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Covid-19: Laser de termômetro não afeta cérebro nem glândula pineal

O laser não tem capacidade de atravessar a pele nem a calota craniana

Compartilhe

Uma notícia que circula nas redes sociais afirma que o laser infravermelho dos termômetros utilizados na porta de estabelecimentos comerciais como forma de prevenção à covid-19 pode causar danos ao cérebro e à glândula pineal, que produz o hormônio melatonina, que regula o ciclo do sono. As informações são do R7.

Termômetro não afeta cérebro 

A informação atribuída a uma suposta enfermeira australiana é falsa e não tem nenhum indício científico, segundo o infectologista Marcelo Otsuka, da SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia). Ele explica que o laser não tem capacidade de atravessar a pele nem a calota craniana. “Esses instrumentos são largamente testados e avaliados. Não haveria razão para ter essa autorização se ele tivesse algum perigo. Tem autorização da Anvisa, da Organização Mundial da Saúde, do grupo europeu…”.

O infectologista alerta que o aparelho não deve ser apontado diretamente para os olhos. “Aí sim poderia causar uma lesão na retina, mas, se usado adequadamente, não traz riscos", afirma.

Segundo o médico, esse tipo de termômetro é o mais indicado como forma de prevenção na porta de estabelecimentos, pois evita o contato entre as pessoas. “Ele tem vantagens e desvantagens. A grande desvantagem é que ele não é tão sensível, então pode dar diferença na medição se for feito muito de longe.”

O médico explica que essa é uma medida importante de prevenção enquanto junção de fatores. “Tudo que você puder fazer para minimizar o risco vale, mesmo sabendo que apenas 20% a 30% das pessoas vão apresentar febre.”

Segundo ele, cerca de 60% das crianças infectadas não vão apresentar manifestação nenhuma; entre as que apresentam sintomas, de 30% a 40% vão ter febre. Entre os adultos, de 40% a 50% não apresentam sintomas.

“O termômetro tem que ser utilizado, mas junto com outras medidas de prevenção, como o distanciamento, o uso de máscaras e a higiene das mãos, que nesses locais é mais fácil por meio do álcool em gel. Além disso, principalmente, a consciência de que se eu tenho contato com alguém que está doente ou eu apresento sintomas, não devo sair de casa.”



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar