Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Abdução alienígena ou farsa? O bizarro caso dos homens de Allagash

No final da década de 70, quatro amigos foram supostamente abduzidos por um OVNI enquanto acampavam — e a história ficou ainda mais insólita com o passar dos anos

Compartilhe

Em agosto de 1976, quatro amigos resolveram acampar por dez dias na floresta de Allagash, no estado do Maine, Estados Unidos. Os gêmeos Jack e Jim Weiner, junto com os colegas de infância Chuck Rak e Charlie Foltz se prepararam para o que esperavam ser uma das maiores aventuras de suas vidas — e foi, mas por motivos inesperados e misteriosos.

Durante o primeiro dia de acampamento, a noite foi calma, assim como esperavam, mas na segunda noite algo estranho atraiu a atenção dos amigos. Jim notou algo brilhante no céu, por alguns segundos um objeto enigmático emitiu fortes luzes em meio às árvores, mas rapidamente sumiu. Mais tarde, Weiner confessou que teve um mau pressentimento. 

Imagem meramente ilustrativa (Imagem: Pixabay)

Sem motivos aparentes para cancelar a tão desejada viagem, eles continuaram na floresta. Na quarta noite, decidiram por fazer uma pesca noturna. Os homens fizeram uma fogueira na costa do lago e entraram em uma pequena canoa.

Remaram pela água até que atingiram um ponto perfeito para atrair peixes. Foi quando Chuck Rak notou uma presença estanha por perto. Assim que se virou para trás, se deparou com um globo que emitia uma luz tão brilhante que quase o cegava.

Abdução em Allagash

Após encarar o objeto por alguns instantes, eles começaram a remar o mais rápido que podiam, queria a todo custo chegar à costa. No mesmo momento, o disco voador também partiu em velocidade, tentava alcança-los.

O desespero dos amigos enchia a silenciosa noite no Maine, até que tudo ficou escuro. A próxima lembrança foi acordar já em terra firme, com a fogueira completamente apagada. Eles não entendiam o que acabara de acontecer. Teriam ficado inconscientes por alguns minutos ou por horas? Já não havia mais fogo, o que sobrara era carvão queimado.

Os quatro amigos (Imagem: Divulgação)

Cansados, eles tentavam recordar o que tinha acontecido, mas sem sucesso. Partiram então para outro acampamento; ainda com medo, terminaram a aventura na floresta, porém, não havia mais sinal daquele objeto luminoso.

Por anos a história foi esquecida, eles contaram para familiares e amigos, ninguém acreditava. Um episódio com seres de outro planeta, um disco voador e abdução alienígena parecia surreal demais para ser verdade.

Allagash, no estado de Maine (Imagem: Wikimedia)

Pesadelos e verdade

Aquela experiência tinha que ser arquivada na memória dos amigos, e foi isso que fizeram. Entretanto, misteriosos e perturbadores pesadelos começaram a acontecer. Primeiramente foram os gêmeos Weiner que começaram a ter sonhos macabros quase todas as noites, Jim, então, buscou um profissional para ajudá-los a compreender todas aquelas informações.

Raymond E. Fowler, famoso autor e pesquisador de OVNIs, indicou sessões de hipnose. Com Tony Constantino, um especialista treinado, os quatro homens se sujeitaram a reviver aquela terrível noite no Maine. Em sessões individuais, eles relataram a mesma história, que parecia mais inacreditável que nunca.

A perseguição no lago virou um caso de abdução alienígena. Eles foram levados para dentro de uma nave extraterrestre e passaram por exames e coletas de material. Os aliens ordenaram que eles tirassem as roupas e, a todo momento, como que em telepatia, pedia para que eles seguissem as instruções.

“Eles estão bem ali. Seu rosto está bem na minha cara. Não sei por quê. Eu não quero saber. Não quero saber o que eles querem. Eles estão dizendo coisas. Na minha cabeça, eles estão dizendo: 'Não tenha medo. Eles dizem: 'Faça o que dizemos. Basta fazer o que dizemos”, disse Jack, na sessão.

Charlie teve flashbacks do passado: “É como um consultório médico. Eu entendo isso, está frio como um consultório médico é frio. Eles colocam o painel sobre seu peito. Em seguida, eles arranham seus braços e seu peito, suas pernas e coxas. Não deveríamos estar aqui. Eu só... fico pensando: ‘Quero voltar para a canoa’”.

Parecia que os seres extraterrestres queriam amostras de sangue, urina, sêmen e pele, assim os amigos estavam convencidos de que passaram por uma experiência de outro mundo. A história não convenceu a todos, que pensavam se tratar de uma fantasia bem elaborada.

Passando por um teste de polígrafo, a narrativa se mantinha a mesma. Aos poucos, os irmãos Weiner, Rak e Foltz pararam de se importar com os céticos. “Isso aconteceu. Se você crê, está tudo bem. Se você não acredita, não me importo”, falou Charlie.

Mentira e ambição financeira

Apesar de manterem a história até hoje, um dos amigos alega que tudo não passou de uma mentira bem arqueitetada para ganhar dinheiro. Chuck Rak, disse que participou da farsa de início pensando na quantia que poderia receber, mas que a abdução, de fato, não aconteceu.

Imagem meramente ilustrativa (Imagem: Divulgação)

Falando em entrevista para a revista Fiddlehead Focus, em 2016, Rak confessou ter avistado luzes misteriosas, que ele ainda acredita terem sido discos voadores. Mas a abdução não aconteceu: “Não chamo de brincadeira, apenas uma narrativa brilhante. Não é verdade, mas tenho que admirar a capacidade de contar histórias desses caras”.

Além disso, ele afirmou que havia feito uso, junto com os colegas, de drogas recreativas, que fizeram com que perdessem a noção do tempo na lagoa — isso explica a razão da fogueira ter apagado tão rápido.

A ideia da experiência interplanetária aconteceu quando, anos depois da noite no lago, Jim sofreu uma queda grave e passou a ter convulsões frequentes. “Depois de sofrer esta queda, ele começou a ter visões de seres humanóides levitando acima de sua cama, cutucando-o com agulhas”.

Nas sessões de hipnose, Rak admitiu ter mentido sobre as lembranças na nave. Os Weiner, assim como Foltz, afirmam que as alegações de Chuck não são verdadeiras, e que eles nunca mentiram sobre o sequestro. Mais do que nunca, parece que a história está longe de ser desvendada.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar