Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Centennial Bulb: A lâmpada que está acesa desde 1901

Sim, você leu certo! Existe no mundo uma lâmpada que está acesa há mais de um século.

Compartilhe

Sim, você leu certo! Existe no mundo uma lâmpada que está acesa há mais de um século! Seu nome é Centennial Bulb. As informações são do Tricurioso.

A Centennial Bulb é fruto do trabalho de Adolphe Chaillet em 1901 que a criou com um filamento oito vezes mais espesso do que o de uma lâmpada incandescente comum. Além disso, ao invés de utilizar tungstênio como era de praxe, Chaillet utilizou carbono, o que tornou a lâmpada ainda mais durável. Em todos os seus inúmeros anos de existência, a lâmpada ficou apagada por apenas uma semana.

Você pode ir visita-la em Livermore, Califórnia, ela é mantida pelo Corpo de Bombeiros de Livermore-Pleasanton e hoje é muito citada como evidência da chamada obsolescência planejada que as lâmpadas anteriores teoricamente teriam, assim fazendo o consumidor comprar muito mais lâmpadas já que elas queimavam com muita facilidade. A Centennial Bulb foi homologada pelo Guinness World Records, Ripley’s Believe It or Not! e também pela General Eletric.

É interessante observar que em sua origem, a lâmpada tinha de 60 a 30 watts, porém hoje já está bastante fraca, emitindo praticamente apenas 4 watts. Mas está acesa e é isso que conta! Seu inventor trabalhava na época na Shelby Eletric Company e segundo conta Zylpha Bernal Beck, a lâmpada foi doada por seu pai Dennis Bernal ao corpo de bombeiros, ele era proprietário da Livermore Power and Water Company e fez a doação quando vendeu uma bomba para eles que, na época, eram bombeiros voluntários.

Em 20 de maio de 2013 todos ficaram muito tristes pois, através de uma webcam dedicada que faz transmissão ao vivo dela, diversas pessoas indentificaram que ela teria queimado. Seria esse o fim de sua centenária história? É claro que não! Um eletricista foi chamado e verificou que, na verdade, a lâmpada estava em perfeito estado. O que aconteceu foi que sua fonte de alimentação estava defeituosa e após a troca, a lâmpada voltou a ficar acesa e chegou a brilhar com seus 60 w novamente por algumas horas antes de finalmente escurecer de novo.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar