Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

EUA: Carne de píton pode chegar a restaurantes para combater 'surto'

O animal vem sendo estudado por cientistas locais, que pretendem liberar seu uso em receitas, assim que seja comprovado que o consumo da carne do réptil é saudável.

Compartilhe

A carne de píton birmanesa está prestes a ser acrescentada no menu de restaurantes da  Flórida , nos Estados Unidos. O animal vem sendo estudado por cientistas locais, que pretendem liberar seu uso em receitas, assim que seja comprovado que o consumo da carne do réptil é saudável. As informações são do portal UOL. 

Segundo a publicação, a comissão responsável por caça e pesca da Flórida está trabalhando junto com o departamento de saúde do estado para descobrir se essa espécie de  cobras tem nível de mercúrio seguros para consumo humano.

As pítons são cobras constritoras, não venenosas, e são muito achadas no sul da Flórida. No entanto, elas não são naturais deste local e acabam se tornando um risco para o equilíbrio do meio ambiente, já que comem boa parte dos mamíferos da região.

Foto - Reprodução/ Instagram

Segundo o portal, os cidadãos da Flórida são aconselhados a matarem as pítons ou chamarem as autoridades responsáveis para fazerem a remoção do réptil . "Estamos fazendo um estudo sobre o mercúrio, o que foi atrasado um pouco por conta da Covid-19. O plano é coletar amostras de pítons apreendidas pelo nosso programa", diz Susan Neel, da comissão responsável pelo estudo.

"O mercúrio é naturalmente achado no meio ambiente, mas é alto aqui em Everglades. Achamos que os resultados podem ser desencorajadores, mas se elas forem saudáveis para serem consumidas, isso seria muito bom para controlar suas populações", completa.


Donna Kalil é uma das caçadoras de  pítons da Flórida, e já capturou mais de 470 cobras. Segundo o UOL, ela disse que faz testes de mercúrio nas menores - com cerca de 2 metros - e as que têm nível baixo são usadas por Kalil para consumo.

A caçadora conta que usa panela de pressão para amaciar a carne e molhos e chili para temperá-la, além de transformar a carne em seca. "Fica muito bom quando você cozinhar direito", afirma.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar