Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Fadiga visual digital: problema afeta até 70% da população

Pandemia acentuou o problema visual que está relacionado ao uso constante de smartphones e computadores

Compartilhe

Um estudo divulgado por uma marca de lentes de contato mostra que 70% dos adultos dos EUA possuem relatos de fadiga visual digital. No Brasil não há estudos específicos sobre o problema, mas a realidade não parece ser muito diferente. O chamado “multi-telismo”, que incluem smartphones, televisões, tablets e outros equipamentos, podem afetar a saúde visual. Os sintomas são dores de cabeça, nos olhos e, por vezes, sensação de visão confusa, além do desconforto de visualizações prolongadas. 

Sintomas incluem forte cansaço visual. Crédito: CooperVision.

É o que explica Walda Eulálio Santos, médica oftalmologista. “É preciso dosar o tempo em frente a telas, e respeitar uma distância mínima de 50 cm. O uso constante de computadores, principalmente com a intensificação do chamado home office, além de smartphones e televisões nos horários de lazer, podem render horas de exposição à luz artificial dessas telas”, revela. 

As telas diminuem a produção de lágrimas. “As pessoas piscam menos quando estão assistindo televisão, em frente ao computador ou vendo mensagens no celular. Isso faz com que a superfície do olho fique ressecada, sem lubrificação”, acrescenta a médica. 

Dra. Walda Eulálio Santos, médica oftalmologista. Crédito: Raíssa Morais.

A oftalmologista indica os livros como forma de um entretenimento menos agressivo para os olhos. “Os livros não emitem luz, além disso, eles ficam inclinados, fazendo com que os olhos fiquem semi-recobertos pelas pálpebras. Os leitores digitais, com a luz interna desligada, opção de tela fosca, também são indicados”, explica. 

Walda considera o uso de colírios indicados pelo médico em situações específicas. “No caso é essencial uma consulta médica para avaliar o caso individualmente, mas lágrimas artificiais podem ser indicadas para amenizar o problema. Mas a abstenção de telas é essencial para diminuir o desconforto”, finaliza.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar