Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Homem é condenado por matar namorada e comer seu coração

Ele foi condenado a 12 anos de prisão e a tratamento psiquiátrico

Homem é condenado por matar namorada e comer seu coração
1 | Reprodução
Compartilhe
Google Whatsapp

O russo Alexey Yastrebov, 35, foi condenado a 12 anos de prisão e a tratamento psiquiátrico por ter assassinado sua namorada, Ekaterina Nikiforova, 27, com 129 facadas e comido seus órgãos depois de uma discussão em março deste ano. As informações são do tablóide britânico Daily Mail.   

Yastrebov, após ter atacado Ekaterina a facadas, extraiu seu coração e um pulmão e os cozinhou em um fogão no apartamento onde moravam, em Krasnoyarsk, na Sibéria. Depois, comeu os órgãos junto com uma taça de vinho tinto. Por fim, pediu que a proprietária da casa chamasse a polícia.   

A mãe de Ekaterina lamentou a sentença. “Eles deveriam ter dado prisão perpétua, na falta da pena de morte”, disse.

Alexey (Crédito: Reprodução/TVK6)
Alexey (Crédito: Reprodução/TVK6)


Amor canibal

Após um "desentendimento" em março deste ano, Alexey Yastrebov afirmou em julgamento realizado na segunda-feira (15) que estava "convicto" da decisão de matar sua namorada, Ekaterina Nikiforova. Ele usou uma faca de cozinha para cortar seu pescoço e, após confirmar que estava morta, retirou o coração e pulmão esquerdo da vítima.

Após isso, o homem colocou os órgãos em seu fogão e os cozinhou antes de comê-los. Ele também teria ligado para uma amiga, admitindo o crime e pedindo para que ela "ligasse para a Polícia". No momento em que os oficiais e os paramédicos chegaram em seu apartamento, ele teria dito que "um coração estava cozinhando no forno".

"Eu clamo por perdão, mesmo que não haja perdão para ser dado", disse Alexey na corte, momentos antes do juíz atribuir sua sentença. A mãe de Ekaterina estava presente no julgamente e, de acordo com o Daily Mail, disse que esperava que a pena fosse perpétua, visto que seria a "maior pena que poderia ser atribuida".


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×