mais
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Jiboia mais rara do mundo é achada por engano no interior de São Paulo

Animal é o segundo da espécie encontrado por comunidade da área rural do Guapiruvu, em Sete Barras, no Vale do Ribeira.

A 'Jiboia do Ribeira', espécie considerada a mais rara do mundo conforme especialistas, foi encontrada viva em Sete Barras, na região do Vale do Ribeira, no interior de São Paulo.  Pesquisadores do Instituto Butantan confirmaram o fato em reportagem ao G1 de Santos e Região nesta quarta-feira (25). Essa é a segunda da espécie avistada na região. 

A última foi capturada em 2017, também por moradores.Essa espécie de cobra foi avistada pela primeira vez há mais de 60 anos em Miracatu, cidade também localizada no Vale do Ribeira. Desde então, pesquisadores buscam por outros exemplares da mesma espécie.

De acordo com a reportagem, os dois animais encontrados em Sete Barras foram capturados graças a um projeto de educação e conservação ambiental realizado, desde 2016, com a moradores da área rural do Guapiruvu. Os moradores Paulo Vinicius Teixeira, Wilian Daniel Martins, Bernardo Alves dos Santos e Virgílio Gomes encontraram o animal após serem contatados pelos guardas do Parque Estadual Intervales, que viram a cobra se deslocando.

 Foto: Bruno Rocha/Arquivo Pessoal  Foto: Bruno Rocha/Arquivo Pessoal 

A descoberta foi feita no fim de outubro e divulgada após as primeiras pesquisas. Os pesquisadores explicam que o animal é uma fêmea adulta, de 1,35 metro de comprimento e 1,2 kg. O local onde o animal foi encontrado abriga a comunidade que é ativa na conservação e faz parte do Parque Estadual Intervales, além de ser inserida na Área de Proteção Ambiental (APA) da Serra do Mar.

"Ela está em um terrário e será mantida em cativeiro para exames e estudos. Depois, vai ser solta na natureza com um aparelho de telemetria para mostrar seu caminho, que dura um tempo, cerca de quatro meses", explica o biólogo Bruno Rocha, de 33 anos, pesquisador do Butantan e coordenador do Projeto Jiboia do Ribeira, junto com a pesquisadora Daniela Gennari.

Segundo o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), essa espécie é considerada a jiboia mais rara do mundo. A serpente foi descrita em 1953 pelo herpetólogo Alphonse Richard Hoge, do Instituto Butantan, com base em um único exemplar, que foi trazido vivo até ele por um morador de Miracatu.

Bruno reitera que, entre os Boídeos, família de cobras que inclui serpentes grandes que não sejam venenosas, essa é a espécie mais rara. O animal capturado em 2017 já ajudou nos avanços de pesquisas, e a nova também será analisada pelos pesquisadores.

 




Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail