Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Mulher ajuda a resolver assassinato da irmã após alugar outdoor

Após a instalação, ela recebeu telefonemas de testemunhas.

Mulher ajuda a resolver assassinato da irmã após alugar outdoor
mulher | Reprodução
Compartilhe
Google Whatsapp

Uma mulher tem conseguido novas pistas sobre o misterioso assassinato da irmã gêmea dela e tem ajudado o Departamento de Polícia de Baltimore, nos Estados Unidos, a conseguir novos detalhes do crime graças à inspiração que teve assistindo ao drama policial ‘Três Anúncios para um Crime’ (2017). O filme é inspirado em uma história real e protagonizado por Frances McDormand, Woody Harrelson e Sam Rockwell. Dirigido pelo cineasta Martin McDonagh, o longa narra a pressão feita pela personagem da atriz em cima das autoridades de sua cidade para que fosse desvendado o assassinato de sua filha, com a instalação de três outdoors tratando do crime em uma estrada local.

Jenny Carrieri fez uso da mesma estratégia presente na produção vencedora de dois Oscar em 2018 - Melhor Atriz (Frances McDormand) e Melhor Ator Coadjuvante (Sam Rockwell). Ela decidiu buscar por novas informações sobre o assassinato da irmã e conseguiu novas pistas ao instalar um outdoor oferecendo US$ 32 mil, e depois aumentando a oferta para US$ 100 mil, para quem ajudasse a desvendar o ocorrido. “Encontre o meu assassino”, diz o outdoor  com a foto de Joanne ‘Jody’ LeCornu e um telefone instalado por Jenny na cidade de Baltimore, a pouco menos de 2 Km de onde o corpo da irmã dela foi encontrado em março de 1996, noticia o site da revista People.

\"
(Crédito: Reprodução)

“Eu amei o filme e toda a ideia do outdoor, me relacionei com a personagem principal porque a minha missão sempre foi e será que o caso da Jody seja desvendado”, disse Carrieri em relação à estratégia utilizada por ela em entrevista à People. Após a instalação, ela recebeu telefonemas de supostas testemunhas que deram detalhes do crime e também de um homem atualmente preso apontado como o assassino e que não negou a acusação.

As pistas e informações passadas sobre a morte da estudante universitária indicam que ela tenha sido perseguida por um homem antes de conseguir entrar no carro dela. No entanto, ela não conseguiu ligar o veículo a tempo, foi alcançada e acabou sendo baleada na cabeça. O indivíduo teria pego algo dentro do carro e fugido dirigindo um BMW estacionado nas proximidades do crime.

A irmã da vítima teria entrado em contato com o homem apontado como suspeito, atualmente preso por outro crime. “Ele me escreveu várias cartas de volta, com muito conteúdo religioso. Ele perguntou o motivo de eu estar escrevendo para ele e disse que tentou falar comigo antes… Eu só quero algum encerramento para essa história”, afirmou Jenny Carrieri sobre as novas pistas.

“É muito frustrante conseguir novas informações e fazer com que a história dela continue viva”, explicou Jenny. “As pessoas têm entrado em contato comigo, recentemente conversei com alguém que disse que sabia quem era o assassino e me fez várias perguntas. Eu não cheguei a falar com a polícia, mas essa pessoa nunca me falou a identidade desse suspeito”, contou a irmã da vítima. De acordo com a People, Jenny pretende fazer uma vaquinha virtual para aumentar o valor da recompensa oferecida por ela no outdoor.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se