Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Mulheres que pintam o cabelo podem desenvolver câncer, alerta estudo

Um novo estudo revelou que mulheres que usam corante capilar permanente e alisadores químicos têm um risco maior de desenvolver câncer de mama.

Compartilhe
Google Whatsapp

É algo que muitas mulheres fazem regularmente sem pensar duas vezes, mas se você pinta o cabelo, pode aumentar o risco de desenvolver câncer de mama sem saber. 

Um novo estudo realizado por pesquisadores do National Institutes of Health, em Londres e publicado no Jornal Mirror, revelou que as mulheres que usam corante capilar permanente e alisadores químicos têm um risco maior de desenvolver a doença.

Reprodução: Mirror.

No estudo, os pesquisadores analisaram dados de 46.709 mulheres e descobriram que aquelas que usaram tintura de cabelo permanente no ano anterior à inscrição no estudo tinham 9% mais chances de desenvolver câncer de mama do que aquelas que não tingiram seus cabelos.

Enquanto isso, o uso de alisadores químicos para cabelos aumenta o risco de câncer de mama em cerca de 30%.

Mulheres negras e morenas 

Câncer de mama: Reprodução/Getty Images

De maneira preocupante, entre as mulheres morenas ou negras, o uso permanente de corantes capilares a cada cinco a oito semanas ou mais foi associado a um risco aumentado de 60%, em comparação com um risco aumentado de 8% para mulheres brancas.

Alexandra White, que liderou o estudo, disse: "Em nosso estudo, observamos um risco maior de câncer de mama associado ao uso de tintura de cabelo, e o efeito é mais forte nas mulheres afro-americanas, particularmente nas usuárias frequentes".

Embora o motivo dessas descobertas permaneça incerto, os pesquisadores esperam que seus resultados incentivem novos estudos sobre produtos capilares e câncer.

O Dr. Dale Sandler, co-autor do estudo, disse: “Estamos expostos a muitas coisas que podem contribuir potencialmente para o câncer de mama, e é improvável que qualquer fator explique o risco de uma mulher". 



Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se