Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Os sacrifícios mais radicais dos atores para conseguir um papel

Juliette Binoche dormiu vários dias na rua para ‘Os Amantes de Pont-Neuf"; Halle Berry passou oito semanas sem tomar banho para ‘Febre na Selva’; e, durante a rodagem de "Meu Pé Esquerdo’, Daniel Day Lewis nunca se levantou da cadeira de rodas, o que lhe provocou a fratura de duas costelas

Compartilhe
Google Whatsapp

Juliette Binoche

 Juliette Binoche acaba de revelar que viveu durante um tempo na rua preparando-se para seu papel no filme ‘Os Amantes de Pont-Neuf’ (1991). A atriz, de 55 anos, contou que seguiu os conselhos do roteirista e diretor Leos Carax: “Ele me pediu que tivesse uma experiência real, e foi o que eu fiz. Vivi situações um pouco perigosas, mas estive bem. Era um compromisso com o filme”. 

Richard Gere

 Algo semelhante viveu Richard Gere para seu filme ‘O Encontro’ (2015), onde interpretava um sem-teto. Uma das cenas foi gravada com Gere como um verdadeiro mendigo pelas ruas de Manhattan, passando despercebido para os transeuntes. Fez xixi na rua, pediu esmolas, e uma mulher chegou a lhe oferecer um pedaço de pizza sem notar que se tratava do protagonista de ‘Uma Linda Mulher’. 

Jack Nicholson 

Em ‘Um Estranho no Ninho’ (1975), que se passa num manicômio, Jack Nicholson e parte do elenco, como Danny DeVito, se internaram num hospício de verdade para ver de perto os comportamentos de pacientes reais, que depois eles teriam que levar à tela. Algo que valeu a pena, pois Nicholson recebeu o Oscar de melhor ator por este filme em 1976. 

Jack Nicholson

 Em ‘Um Estranho no Ninho’ (1975), que se passa num manicômio, Jack Nicholson e parte do elenco, como Danny DeVito, se internaram num hospício de verdade para ver de perto os comportamentos de pacientes reais, que depois eles teriam que levar à tela. Algo que valeu a pena, pois Nicholson recebeu o Oscar de melhor ator por este filme em 1976. Daniel Day-Lewis Outro dos atores mais reconhecidos por seu compromisso com seus papéis é Daniel Day-Lewis. Em 'Meu Pé Esquerdo' (1989), o ator interpretava um personagem com paralisia cerebral, e para isso Day-Lewis visitou durante várias semanas uma clínica especializada nesse tipo de pacientes. Além disso, durante a rodagem ele nunca se levantava da cadeira de rodas, para não sair do personagem, mantendo sua postura encurvada o tempo todo – o que lhe custou a fratura de duas costelas. Para ‘O Último dos Moicanos’ (1992), o ator passou meses antes da filmagem vivendo numa floresta, onde caçava e pescava sua própria comida, como fazia seu personagem. 

Image caption

Daniel Day-Lewis 

Outro dos atores mais reconhecidos por seu compromisso com seus papéis é Daniel Day-Lewis. Em 'Meu Pé Esquerdo' (1989), o ator interpretava um personagem com paralisia cerebral, e para isso Day-Lewis visitou durante várias semanas uma clínica especializada nesse tipo de pacientes. Além disso, durante a rodagem ele nunca se levantava da cadeira de rodas, para não sair do personagem, mantendo sua postura encurvada o tempo todo – o que lhe custou a fratura de duas costelas. Para ‘O Último dos Moicanos’ (1992), o ator passou meses antes da filmagem vivendo numa floresta, onde caçava e pescava sua própria comida, como fazia seu personagem. 

Natalie Portman

 Um dos papéis mais exigentes que Natalie Portman teve que interpretar foi o da bailarina clássica Nina Sayers em ‘Cisne Negro’ (2010). A atriz se submeteu durante 12 meses a uma rigorosa rotina de oito horas diárias durante seis dias por semana, além de se impor uma dieta rigorosa. 

Christian Bale

 Se há um especialista em mudanças drásticas é Christian Bale, especialmente no que se refere ao peso. Para ‘O Maquinista’ (2004), o ator perdeu 28 quilos com uma dieta de quatro meses que consistia em consumir só água, uma maçã e uma xícara de café por dia, além de um uísque ocasionalmente. Quando começou a rodagem, o ator pesava apenas 54 quilos e estava praticamente irreconhecível. Para seu papel em ‘Trapaça’ (2013) foi justamente o contrário: engordou 20 quilos à base de donuts. 

Jennifer Lawrence

 O manejo do arco em ‘Jogos Vorazes’ não era algo inato para Jennifer Lawrence. A atriz passou meses sendo treinada por Khatuna Lorig, uma renomada medalhista olímpica georgiana de arco e flecha. 

Heath Ledger 

Para dar vida ao célebre personagem Coringa em ‘O Cavaleiro das Trevas’ (2008), Heath Ledger se trancou durante um mês num quarto de hotel em Londres, evitando qualquer contato com o exterior. Durante esse tempo o ator aperfeiçoou os movimentos, a voz, a risada e demais detalhes de seu personagem. Todo o processo ficou registrado em seu diário. Pouco depois de terminar a filmagem, Ledger foi achado morto no seu apartamento, em Nova York, por causa de uma overdose de medicamentos. 

Halle Berry 

Para o filme ‘Febre na Selva’ (1991), no qual interpretava uma viciada em crack, Halle Berry fez constar no contrato que não estava disposta a se drogar de verdade, mas passou oito semanas sem tomar banho para obter o aspecto que sua personagem exigia. 

Marlon Brando

Em seu primeiro filme, ‘Espíritos Indômitos’, (1950), Marlon Brando interpreta um veterano de guerra que fica paralítico. Para entrar num papel tão desgastante, tanto psicológica como fisicamente, o ator passou um mês na cama de um hospital.

Matt Damon 

Em ‘Coragem Sob Fogo’ (1996), Matt Damon interpretou um soldado viciado em heroína. O papel lhe exigia não só perder 18 quilos como também parecer abatido, por isso passou semanas correndo 10 quilômetros pela manhã e outros 10 de noite, todos os dias, além de uma dieta rigorosa e um elevado consumo de café e cigarros. Sua saúde ficou tão deteriorada que depois da rodagem ele passou vários meses sob supervisão médica.

 

Nicolas Cage

O ator confessou que para uma cena de ‘Despedida em Las Vegas’ teve que atuar completamente bêbado. “Nunca bebo quando atuo, mas em algumas cenas tinha que ser muito real. Então, na cena do cassino, em que estou feito louco, estava totalmente bêbado”, revelou Nicolas Cage ao escritor James Lipton.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se