Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Terremoto nos EUA causou rachadura que pode ser vista do espaço

Força do terremoto provocou fissura

Compartilhe
Google Whatsapp

Na última sexta-feira (5), um terremoto de magnitude 7,1 na escala Richter abalou as estruturas do estado da Califórnia. O tremor foi o segundo maior a atingir o estado em menos de 48 horas, e o mais forte já sentido naquela região nas últimas duas décadas. Além dos transtornos à população, passeios na Disneylândia foram interrompidos, e até um estádio de beisebol balançou suas estruturas. O tremor ainda deixou uma grande rachadura no solo. A cicatriz foi tão notável que pôde até ser vista do espaço, como mostram os registros feitos por um satélite.

O sistema de satélites da Planet Labs Doves foi o responsável por registrar a rachadura diretamente do espaço. O Planet Labs registra diariamente imagens do planeta Terra. O CEO o laboratório, Will Marshall, foi quem compartilhou a visão da empresa sobre os danos causados pelo terremoto.

Agora, o US Geological Survey está usando também as imagens de satélite para ajudar na investigação da atividade do terremoto mais recente.

Considerado o terremoto mais forte sentido na região da Califórnia nos últimos 20 anos. O tremor acabou provando uma rachadura tão grande que pôde ser vista do espaço. De magnitude 7.1, o terremoto trouxe inúmeros transtornos para os moradores da região. Edifícios foram danificados, um gasoduto se rompeu e provocou incêndios.

As autoridades só perceberam que a topografia da região também tinha sido abalada no dia seguinte. A empresa que faz imagens de satélite Planet Labs Doves divulgou imagens da fissura, que se abriu no sul do estado. A maior rachadura foi vista próxima ao epicentro do terremoto, registrado a 17 quilômetros de Ridgecrest.

De acordo com a rede de TV CNN, várias pessoas ficaram feridas. Inclusive, a polícia está investigando uma morte que teria sido provocada pelo tremor que aconteceu às 20h33, do dia 5 (0h33 deste sábado, no Brasil).

O epicentro do terremoto foi registrado na cidade de Ridgecrest, que tem hoje 30 mil habitantes. Localizada a 250 quilômetros de Los Angeles, a cidade também sentiu os efeitos do tremor. Outras cidades como Phoenix, Las Vegas e Reno também sentiram o terremoto. Depois dos dois tremores em sequência, as autoridades estão em estado de alerta para possíveis novos tremores.

A rachadura foi apenas um dos grandes estragos provocados pelo terremoto. O abalo ainda causou deslizamentos de terra, rachaduras em fundações e derrubou muros. Canais de água e esgoto também foram quebrados. Segundo informações do Corpo de Bombeiros do condado de San Bernardino, depois do tremor, vários incêndios foram registrados em decorrência de vazamentos de gás.

Aproximadamente 3 mil habitantes da cidade de Ridgecrest e áreas vizinhas estão sem energia elétrica, gás e sistema de comunicação. O governador do estado da Califórnia, Gavin Newsom, solicitou ajuda do governo federal e declarou estado de emergência para o condado de San Bernardino. Essa medida já havia sido tomada após o abalo de magnitude de 6.4, que atingiu a cidade no dia anterior.

Os tremores sentidos no estado na última semana trazem de volta o fantasma do "The Big One" (O Grande), um terremoto de grandes proporções e de potencial devastador, que pode atingir o estado em algum momento.

A Califórnia é o estado mais populoso dos Estados Unidos, tendo cerca de 40 milhões de habitantes. Localizado em uma região conhecida como Anel de Fogo do Pacífico, o estado lida constantemente com terremotos e erupções vulcânicas. Isso devido aos encontros das placas tectônicas naquela região. Segundo dados da US Geological Survey, desde a última quinta-feira, mais de 23 tremores foram sentidos no sul do estado.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto