Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Fingir orgasmos é comum para 26% dos homens; saiba motivo

Espera aí, homens conseguem fazer isso?

Fingir orgasmos é comum para 26% dos homens; saiba motivo
sexo | Reprodução
Compartilhe
Google Whatsapp

Por não serem incentivadas a conhecer o próprio corpo, muitas mulheres têm dificuldades em ter orgasmos. Isso porque, sem saber qual é a melhor maneira de satisfazer os próprios desejos, fica difícil guiar os parceiros (que, muitas vezes, podem ser culpados pelo problema em razão de pressa ou falta de interesse em satisfazer a mulher).

Incrivelmente, porém, fingir orgasmos também é algo comum para muitos homens. De acordo com um estudo encomendado pela Ann Summers (marca britânica de acessórios eróticos) que consultou 3 mil pessoas, cerca de 26% dos homens afirmam fingir “chegar lá”. Espera aí, homens conseguem fazer isso?


Sim, de acordo com a sexóloga Priscila Junqueira, nem sempre o fato do homem ejacular significa que ele de fato chegou ao orgasmo , e, às vezes, também pode acontecer de ele atingir o ápice do prazer e gozar, mas sem expelir o sêmen. Então, sim, eles também podem fingir!

De acordo com alguns estudos, grande parte das mulheres que fingem ter chegado ao orgasmo no sexo fazem isso por medo de magoar o parceiro. Algumas ainda o fazem porque não estão curtindo a experiência e querem fazer com que ela acabe o mais rápido possível. Mas e eles, por que fingem? Segundo os cientistas responsáveis pela pesquisa, um dos maiores motivos é um tanto quanto deprimente: eles estão exaustos.

Os dados levantados pelo estudo mostram que 40% dos participantes que fingem o fazem por ter medo de ferir os sentimentos da pessoa com quem estão fazendo sexo, mas outros 35% afirmam que estão cansados demais para chegar lá. Em entrevista ao veículo britânico “The Sun”, Eve Fifer, especialista em sexualidade da marca que encomendou o estudo, culpa a rotina atribulada pelo problema.

“A vida realmente fica corrida de vez em quando e é difícil alcançar um equilíbrio na vida profissional. Precisamos nos certificar de que estamos dedicando tempo uns aos outros e até apimentando um pouco as coisas para garantir que os dois aproveitem”, conta a especialista, reforçando que focar em ter orgasmos é uma das chaves para melhorar a vida sexual.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Carregar os comentários (0)

comentários

fechar comentários
Nenhum comentário feito até o momento

veja também

Recomendamos

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto