Saiba as diferenças entre os dois tipos de sexualidade existentes

Não é simples ou fácil “categorizar” comportamentos.

Não é simples ou fácil “categorizar” comportamentos e características sexuais, mas diversas teorias contemporâneas na área da sexualidade ajudam a jogar luz sobre os tipos de relacionamento que as pessoas cultivam na intimidade.

É o caso das definições apresentadas e explicadas pelo psiquiatra Grant Hilary Brenner em um artigo para o site Psychology Today. Segundo ele, existem dois tipos de sexualidade: a harmoniosa e a obsessiva.

Tipos de sexualidade:

Harmoniosa

De acordo com o especialista, a sexualidade harmônica caracteriza-se por um alto nível de autonomia e integração nos relacionamentos. Neste caso, o objeto da paixão, ou seja, o parceiro ou parceira, está incluído em outras atividades da vida e internalizado na visão que a pessoa possui de si mesma.

Relações caracterizadas por uma sexualidade harmônica normalmente apresentam menos conflitos e maior flexibilidade e abertura. Parceiros que compartilham uma paixão harmoniosa tendem a entrar mais facilmente em um estado de fluxo e não confundem o que é importante para eles com o que os outros possam estar pensando.

Obsessiva

Nos relacionamentos marcados pela sexualidade obsessiva, por outro lado, existem maiores chances de ocorrer falta de integração das paixões com o resto da vida. A paixão, neste caso, é agradável e não leva a angústia ou patologia, mas aumenta a probabilidade de atritos, segundo o psiquiatra.

A sexualidade obsessiva torna-se dominante quando nos controlamos demais e quando passamos a obedecer a pressões sociais. Parceiros que vivem uma relação do gênero podem sofrer com a ausência do outro em determinados pontos e momentos da união, uma vez que ele nem sempre está completamente a bordo no relacionamento.

Fonte: Com informações do Vix
logomarca do portal meionorte..com