Sexóloga fala das vantagens que mini-vibrador traz na hora H

Já pensou em usar um mini vibrador?

Muitas mulheres ainda têm resistência quando o assunto é masturbação feminina, principalmente quando o ato envolve algum tipo de acessório sexual. Porém, o que poucas sabem é que além trabalhar a questão do prazer e do conhecimento do corpo, alguns brinquedinhos, como o mini vibrador, podem ajudar no tratamento de disfunções sexuais.  


Se você não tem o costume de se masturbar, mas deseja tentar, o item mais indicado é justamente o mini vibrador . Os modelos são finos, compactos, discretos e podem ser levados para qualquer lugar. “Frequentemente é usado como um primeiro brinquedo sexual e dá a mulher uma experiência inicial muito positiva. Eles são simples, coloridos e fáceis de usar”, fala a sexóloga Ava Oiknin, da Fun Factory, graduada pela Université Catholique de Louvain, na Bélgica.

Como usar o acessório

Adquirindo o acessório a dúvida que surge geralmente é a seguinte: “Como devo usar?”. Segundo a especialista, a masturbação é um momento de encontro com você mesma e tem a finalidade de explorar o próprio prazer, por isso, a dica é reservar um tempo para esse ato e escolher um brinquedo de alta qualidade que seja simples de manusear, com formas agradáveis e ajustáveis ao corpo, e que seja recomendado pelos médicos.

“Devemos entender que o brinquedo é um ‘doador’ de prazer, então escolha o seu com bastante critério, faça perguntas”, indica Ava. “Se dê a chance de fazer com que esse acessório faça parte de seu cotidiano, enxergue ele como uma ferramenta de relaxamento, dando-lhe a oportunidade de explorar novos lugares no seu corpo”, acrescenta.

A princípio pode parecer algo estranho, mas a sexóloga explica que quanto mais você fizer, mais o corpo pedirá por isso, pois essa é uma forma de desenvolver o desejo interior.

Cuidados necessários

Caso seja nova nessa área, saiba que ao comprar um vibrador é preciso tomar alguns cuidados. Por exemplo, nunca use o mesmo acessório para a prática vaginal e anal, pois você pode transferir bactérias de uma região para outra. Lembre-se também que alguns já têm formatos que são mais indicados para a vagina e outros para o ânus.

Após o uso, não deixe para limpar depois. Veja na embalagem quais são as instruções de limpeza e siga todas corretamente, pois se o objeto ficar sujo pode causar alergias nas partes íntimas. Tenha também um lugar específico e limpo para guardar o acessório, não misture vários brinquedos sexuais no mesmo lugar para evitar a disseminação de bactérias. Ah, e caixas de plástico não são indicadas para o armazenamento.

Também fique atenta aos lubrificantes. Caso o vibrador seja de silicone, você não deve utilizar os que são a base de óleo, porque costumam danificar o material do brinquedinho erótico . Os mais indicados são os lubrificantes à base de água. Além de não danificar o sexy toy, eles dificilmente causam alergias.  


Fonte: iG