Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Adriana Barbosa é homenageada pela Turma da Mônica

Criadora da Feira Preta, homenageada na celebração do dia 25 de julho, é a mais nova Dona da Rua da História

Compartilhe

A data foi instituída em 1992 no contexto de comemorar o primeiro Encontro de Mulheres Afro-latino-americanas e Afro-caribenhas, quando foi criada uma rede exclusiva para elas. No Brasil, o 25 de julho está presente no calendário oficial em que se celebra o Dia de Tereza de Benguela, Dia Nacional da Mulher Negra. É importante ressaltar que o dia marca também a Diáspora africana, que envolveu migração forçada de africanos, durante o tráfico transatlântico de escravizados.

Como objetivo de reforçar a importância dessa data, a Mauricio de Sousa Produções homenageia Adriana Barbosa. Representada pela personagem Milena, a criadora da Feira Preta é a nova homenageada a ingressar no hall do Donas da Rua da História.

O projeto é uma ação da MSP que demonstra seu compromisso como signatária dos Princípios de Empoderamento das Mulheres, plataforma da ONU Mulheres e do Pacto Global, e tem como objetivo resgatar a trajetória de mulheres que marcaram a humanidade com suas ações.

Formada em gestão de eventos, Adriana teve o início de sua carreira em 1995, na área de comunicação, com trabalhos em emissoras de rádio, produtoras de TV e gravadoras. Foi então que notou que, enquanto a economia brasileira estava em desenvolvimento, surgia no país um novo perfil de consumidor, com destaque para os afrodescendentes, que ampliavam seu poder de compra. Com isso em mente, criou em 2002, com pouco mais de 20 anos de idade, a maior feira negra do Brasil.

A plataforma Feira Preta tem como objetivo promover as iniciativas afroempreendedoras de diversos segmentos e devido ao sucesso, se transformou no PRETAHUB em 2019. Toda a estrutura desenvolvida ao longo desses anos foi resultado de 18 anos de iniciativas do Instituto Feira Preta no trabalho de mapeamento, capacitação técnica e criativa, aceleradora e incubadora do empreendedorismo negro no Brasil.

Além do posto de Dona da Rua da História, Adriana conta com outros reconhecimentos, tendo sido vencedora da categoria Empreendedorismo e Negócios do Prêmio CLAUDIA 2019, do Troféu Grão do Prêmio Empreendedor Social promovido pela Folha de S. Paulo, do Prêmio Estado de São Paulo para as Artes, da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, na categoria cultura urbana, e, ainda, é parte do time de fellows de líderes globais da Fundação Ford.

Para Mônica Sousa, diretora executiva da Mauricio de Sousa Produções, é uma honra poder somar o nome de Adriana ao projeto. "É extremamente gratificante poder homenagear a criadora de uma plataforma tão importante para o empreendedorismo e para o movimento negro no Brasil. Trazer mais visibilidade a mulheres notáveis para que sejam exemplo e incentivem outras mulheres é nosso papel não apenas como empresa, mas como cidadãos", pontua.

O projeto Donas da Rua e outras Donas da Rua da História podem ser conferidos no site: http://turmadamonica.uol.com.br/donasdarua/ddr-da-historia.php.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar