Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Angel Vianna abre a temporada da série Camarim em Cena

A segunda temporada do programa Camarim em Cena, vai ao ar no dia 6 (sábado), às 14h, no site do Itaú Cultural

Compartilhe

Neste episódio, a pioneira da dança contemporânea no Brasil conversa com a jornalista, crítica e curadora desta forma de expressão artística Ana Francisca Ponzio. Angel fala sobre sua atividade nas salas de aula e nos palcos após os 90 anos, a busca pelo conhecimento do corpo e a implantação da dança contemporânea no país, ao lado do marido, Klauss Vianna

A segunda temporada do programa Camarim em Cena, vai ao ar no dia 6 (sábado), às 14h, no site do Itaú Cultural (www.itaucultural.org.br), tendo como primeira convidada a coreógrafa Angel Vianna, uma das pioneiras da dança contemporânea no país. Iniciada em maio, a série reúne, ao todo, 16 entrevistas gravadas, entre 2016 e 2019,com personalidades do teatro, da dança, do circo e da música sobre o ofício dos atuadores, em diálogo aberto sobre suas formações e processos criativos.As conversas são divididas em quatro temporadas de quatro episódios semanais.

Angel conversa com a crítica de dança Ana Francisca Ponzio a respeito de seu pioneirismo na dança contemporânea no Brasil e do seu olhar sensível às singularidades dos corpos. Filha de libaneses nascida em Belo Horizonte, em 1928, ela conta como ao lado de seu companheiro de trabalho e de vida, o coreógrafo Klauss Vianna (1928 - 1992), implementou novidades nas formas de fazer e ensinar dança no Brasil e sobre as dificuldades enfrentadas em diferentes períodos dessa trajetória.

Ela recorda, ainda, como as inovações estiveram presentes nesse caminho, desde a primeira escola de dança que montou,em 1955, em Belo Horizonte, na casa da avó do marido. “Eu disse para Klaus: ‘Vamos começar com o ballet, mas tirando a sapatilha de ponta, pra ver no que dá.’ Em primeiro lugar, ele tirou a barra”, conta ela. “A escola, foi um sucesso absoluto. Mesmo começando com o ballet, a gente já fazia as dobras trabalharem. Tudo o que dobrava no corpo tinha um sentido”, continua na entrevista. O sucesso da Escola de Dança Klauss Vianna deu origem, em 1959, ao Ballet Klauss Vianna, e, em 1975, ao Centro de Pesquisa Corporal Arte e Educação – embrião da Escola Angel Vianna, aberta em 1983, no Rio de Janeiro.

Entre outros assuntos, Angel também fala sobre como trabalha o seu corpo, agora que tem mais de 90 anos, e da incessante pesquisa do movimento corporal,seja nos palcos ou na formação ou na construção de uma consciência crítica e reflexiva sobre a dança. “Quanto mais você entende o corpo, mais você pode trabalhar com ele”, aposta.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar