Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Espetáculo ‘O Soldado e a Florista’ participa de festival nacional

O evento tem como objetivo demarcar a luta contra a censura, criminalização dos artistas e o desmonte que o governo federal vem promovendo contra a cultura.

Espetáculo ‘O Soldado e a  Florista’ participa de  festival nacional
O Soldado e a Florista | Divulgação
Compartilhe
Google Whatsapp

O espetáculo “O Soldado e a Florista” fará parte da programação do “I Festival de Teatro do Brasil” e será apresentado no dia 28 de março. O evento tem como objetivo demarcar a luta contra a censura, criminalização dos artistas e o desmonte que o governo federal vem promovendo contra a cultura.

Este primeiro Festival acontecerá, de forma independente, nos teatros, nas sedes dos grupos culturais e nas ruas de 21 cidades dos nove estados do Nordeste e mais 3 cidades de outras regiões, totalizando mais de 50 polos de Teatro pelo Brasil.

“O Soldado e a Florista” faz parte da Programação do Estado do Maranhão e a apresentação acontecerá gratuitamente às 10h na Escola Municipal de Ensino “Duque de Caxias”, em Timon (MA). O espetáculo, voltado para o público infantil, traz os recém-casados, o soldado João e a florista Maria decantam essa história de amor em drama cênico. Maria adora flores e quer construir um jardim suspenso. João, por sua vez, adora aventuras e não medirá forças para realizar os sonhos de sua esposa. Na história de Adelvane Neia, Andrea Macera e Cid França ao chegarem ao local indicado, o Soldado e a Florista encontram a floresta devastada. Inicia-se uma busca para encontrar pistas e desvendar o ocorrido. Juntos enfrentarão a Senhorita Cinzenta, figura estranha, sem paciência para flores e cores, responsável pela destruição das árvores cantoras.

Para Júnior Marks, diretor do espetáculo, é completamente sui generis participar de um momento tão importante para a Cultura do País. “Os grupos estão se articulando, se movimentando para mostrar a força que a classe teatral tem na formação de um país, e claro, não poderíamos ficar de fora, já que fazemos parte de uma companhia que existe há 20 anos numa cidade no interior do estado que nem teatro tem. Isso, em si, já é uma revolução”. O espetáculo conta, na sua equipe, com Iarla Ribeiro, Leandro Soares e Vitorino Rodrigues.

O festival está sendo organizado pelo PAVIO, uma movimentação organizada de trabalhadores do Teatro do Nordeste, articulado através de Fóruns, Redes e Grupos de Teatro de 24 cidades brasileiras, para declarar que a Cultura deve ser um direito garantido, livre, sem mordaças e sem mentiras. O “I Festival de Teatro do Brasil” é uma produção artística, política, reivindicatória e independente, realizada coletivamente pelos grupos que integram a programação, com apoios solidários de públicos e instituições.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar