Apresentador da Gazeta recebe ameça de morte: 'Poço de aids'

Fefito fez seu desabafo no Facebook após receber as ameaças

No último dia 29, o apresentador Fernando Oliveira, do programa "Mulheres" da Gazeta e "Estação Plural" da TV Brasil, recebeu ameaças de morte em um e-mail com vários xingamentos homofóbicos.

Em um trecho do texto, Marcelo Valle Silveira Mello (nome assinado no e-mail) diz que anotou os horários de Fefito e que iria descarregar o seu 38 nele. 'Odeio viados, são promíscuos e um poço de aids",

"Por mais que esse País seja formado por pessoas que insistem que não existe homofobia (nenhum hetero morre por ser hetero, hellooooo!), por mais que a homofobia não seja criminalizada, por mais que as investigações raramente deem em algo, eu vou atrás de meus direitos. Eu vou pedir punição a quem promove o terror. A quem tirou o sossego da minha mãe", desabafou em rede social.

Em buscas pela internet, o nome do autor do e-mail aparece relacionado à disseminação e apologia ao ódio nas redes sociais, com histórico de denúncias de racismo e homofobia.

Fefito recebeu apoio de seus seguidores e incentivo para buscar os direitos de proteção.



Fonte: Notícias ao Minuto
logomarca do portal meionorte..com