Figurinista desiste de incriminar José Mayer e caso é encerrado

Ela recebeu 3 convites para ir de forma espontânea à delegacia

A figurinista Susllem Meneguzzi Tonani decidiu não levar adiante o inquérito contra José Mayer, após acusar o ator de assédio sexual nos bastidores da novela "A Lei do Amor". Na quarta-feira (26), ela esteve na Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro e pediu para que as investigações não continuassem.

A figurinista recebeu três convites para ir de forma espontânea à 32ª Delegacia Policial, na Taquara, zona oeste do Rio, e também chegou a ser intimada para abertura de um inquérito policial já que a denúncia foi pública e o delegado Rodolfo Waldeck resolveu convocar os dois envolvidos no caso para uma investigação.

Rodolfo Waldeck conversou com UOL e confirmou que o caso será encerrado já que não há uma representação da vítima. "Ela tinha esse direito de não levar adiante essa acusação. Não quis fazer uma representação, não quis dar prosseguimento ao inquérito policial e aí não temos um crime. As investigações serão encerradas."

José Mayer
José Mayer


Su  Tonani, de 28 anos, fez a denúncia em um texto publicado no blog "Agora É Que São Elas", da Folha, no final de março. Ela relatou vários episódios em que foi vítima de comportamento inadequado do ator —em um deles, em fevereiro deste ano, ele colocou a mão esquerda na genitália dela. Em carta aberta, José Mayer, de 67 anos, admitiu ter "passado dos limites".

"Mesmo não tendo tido a intenção de ofender, agredir ou desrespeitar, admito que minhas brincadeiras de cunho machista ultrapassaram os limites do respeito com que devo tratar minhas colegas. Sou responsável pelo que faço", escreveu o ator. Após apurar o caso, a Globo tomou a decisão de "suspender o ator José Mayer de produções futuras dos Estúdios Globo por tempo indeterminado".

Atrizes e apresentadoras fizeram protesto por causa do assédio
Atrizes e apresentadoras fizeram protesto por causa do assédio


Fonte: F5