Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Investigação da acusação de estupro de Felipe Prior está na reta final

Segundo a delegada, a situação da crise mundial de saúde e o adiantamento dos feriados em São Paulo deixaram as investigações mais lentas, pois as pessoas não puderem ir testemunhar.

Compartilhe

No começo de abril, o arquiteto e ex-participante do "BBB 20" Felipe Prior foi acusado de ter estuprado ter mulheres entre os anos de 2014 e 2018 . Passados dois meses das denúncias, a delegada  Maria Valéria Pereira Novaes garante, em entrevista à Folha de S. Paulo, que a investigação do caso está na reta final. As informações são do IG. 

Novaes conta que todas as três supostas vítimas já depuseram na 1ª Delegacia da Defesa da Mulher no Cambuci, centro de São Paulo. Depois do caso vir a público,  uma quarta mulher também passou a acusar Prior de estupro, mas ela não foi ouvida pela delegada, pois não mora no Brasil. Todas as testemunhas de acusação também já deram seus depoimentos, já das sete testemunhas de defesa do arquiteto, apenas três apareceram na delegacia.

Reprodução/ Instagram

Segundo a delegada, a situação da crise mundial de saúde e o adiantamento dos feriados em São Paulo deixaram as investigações mais lentas, pois as pessoas não puderem ir testemunhar. "Tivemos que parar [a apuração], porque as pessoas não podem vir à delegacia . Acredito que –por mais vontade que eu tenha de terminar esse inquérito– nós ainda vamos demorar um pouquinho. Não estamos procrastinando, mas pelo fato de termos que ouvir as testemunhas do suposto autor , vamos nos adequar à possibilidade de eles virem, já que alguns são de São Paulo, mas outros não. No máximo, até o meio de junho já tenha ouvido a todos e siga para o Ministério Público", conta.

Assim que acabar a fase da apuração, Novaes explica que irá redigir um relatório, que será enviado para o Ministério Público e futuramente para um juiz.  A delegada acredita que em julho ou agosto o MP já deve ter tomado uma decisão. "Acho que isso tem que ser resolvido o quanto antes, porque as pessoas sofrem. As vítimas, o acusado e as famílias dos dois lados", ela fala.

Na fase atual, Novaes está apurando as denúncias e fazendo o levantamento de provas. Ela diz que esse trabalho tem que ser feito de uma forma minuciosa, por conta da gravidade das acusações. "Diz respeito à vida de uma pessoa, e à possibilidade de ela ser presa . Em caso de violência real, mesmo passado tanto tempo, ele pode ser condenado. Nós temos que ter certeza absoluta, seguir uma linha de muita legalidade, sem levar para o lado emocional. Mas as testemunhas estão nos dando os subsídios que precisamos", explica a delegada.

Entenda o caso

Assim que Felipe Prior foi eliminado do "BBB 20" , a revista Marie Claire divulgou uma reportagem com as três supostas vítimas dos estupros . As mulheres acusam o arquiteto de ter violentado-as entre os anos de 2014 e 2018. Os crimes teriam acontecido em diferentes cidades do interior de São Paulo e sempre durante edições dos jogos universitários de arquitetura e urbanismo. O acusado nega ter cometido todos os crimes.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar