Leão Lobo relembra estupro coletivo: 'Me senti muito culpado'

O apresentador falou publicamente sobre o abuso sexual em 2016

A notícia sobre o homem que ejaculou em uma passageira dentro de um ônibus em São Paulo tem fomentado discussões relacionadas a abusos sexuais. Na última sexta-feira (1º), o apresentador Leão Lobo relembrou que sofreu um estupro coletivo na adolescência.

“Eu passei por isso aos 16 anos e me senti muito culpado. Por ser homossexual, por achar que eu estava errado. Fui abusado por cinco pessoas, com um objeto que me feriu. Isso ficava na minha cabeça sempre”, disse.

De acordo com o 'Metrópoles', Décio Piccinini disse que o apresentador foi muito corajoso ao dar seu relato. “Isso exige uma coragem e uma determinação que pouca gente consegue porque quase ninguém se livra desse tipo de culpa”, afirmou o jornalista.

Lembrando que Leão Lobo falou publicamente sobre o abuso em 2016. "Foi na praia em Mongaguá. Uns rapazes me levaram para uma casa, me trancaram e fizeram o diabo que você possa imaginar. Arrancaram muitas peças minhas, roupas, um cinto que a minha mãe tinha feito pra mim, com muito carinho, me lembro dele até hoje. Foi uma coisa horrorosa. Não sei como estou vivo, pra dizer bem a verdade. Eu lembro que eu fugi, o desespero foi tanto que eu arranquei a porta com os pregos e tudo e saí correndo. Aí, eu caí, um dos caras veio com o revólver atrás de mim e fui salvo por um casal de caiçaras, que tomava conta da casa. Nem agradeci o casal, porque não tinha condições na época. Eu era um menino, estava descobrindo a sexualidade, então foi muito traumático pra mim", relatou.


Leão Lobo
Leão Lobo



Fonte: TV Foco
logomarca do portal meionorte..com