mais

Raul Gazolla diz ter sofrido quatro enfartes, mesmo com vida saudável

"Achei que estava sofrendo uma intoxicação alimentar, eu estava infartando", conta o ator em entrevista

O ator Raul Gazolla, 64 anos, mesmo tendo uma vida de atleta e seguindo uma dieta saudável, revelou que já sofreu, por quatro vezes, enfarte. O ator desabafou sobre os problemas cardíaco nas redes socias.

Ele rememora que o primeiro caso ocorreu há dez anos, quando estava esperando um voo no aeroporto de São Paulo. 

“Estava no embarque, tinha acabado de participar do programa do Rodrigo Faro. Comecei a passar mal, a ficar tonto. Fui a um pronto-socorro mesmo do aeroporto e a médica tirou minha pressão: ‘Vamos internar o rapaz, porque a gente está perdendo ele’. Fui de ambulância para um hospital em São Paulo. Entrei na segunda-feira no hospital e sai na quinta, operado e com um stent no meu coração”, falou.

"Pensava que estava tendo uma intoxicação alimentar, mas não estava infartando", confessou ele que ficou sem compreender o diagnóstico. Fatores hereditários ou de estresse podem ter contribuído para a ocorrência da doença, segundo dizem os médicos. Os pais de Gazolla morreram com problemas de coração. 

No tocante ao caso da morte da sua mulher, a atriz Daniella Perez, ele reflete que "tem coisas que você não foge, uma delas é o estresse que a vida te faz. Tive alguns estresses na minha vida. Perdi a minha mulher assassinada e ela tinha 36 anos, ela tinha 22, e isso causa um estresse enorme. Perdi um sobrinho com 32 anos e isso pra mim também foi muito forte. Quando veio a conta, veio em forma de enfarte”.

A atriz Daniela Peres, filha de Glória Peres, assassinada em 1992- Foto: Reprodução/FacebookA atriz Daniela Peres, filha de Glória Peres, assassinada em 1992- Foto: Reprodução/Facebook

Logo depois, o segundo caso ocorreu um anos depois, durante um treino de jiu-jitsu. O terceiro e o quarto enfartes foram registrados em 2012.

Rotina de exercícios físicos

Com foco em continuar a rotina de exercícios, Raul Gazolla percebeu que a ajuda viria depois de um acompanhamento profissional. “O médico disse que eu não podia passar dos 180 batimentos cardíacos enquanto tivesse treinando. Comecei a treinar controlado e fui treinar crossfit. Parei de tomar remédio para o coração, fiz uma alimentação regrada e com os novos exames, já estava melhor”, finaliza.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail