Retorno de Perlla ao funk em boate GLS revolta comunidade gay

Depois de se converter, Perlla renegou completamente sua carreira

O já anunciado retorno de Perlla ao funk, depois de anos  dedicada à carreira como cantora gospel, tem sido motivo de discórdia na  comunidade gay. Ainda mais depois que ela marcou como palco da volta  uma boate destinada ao público GLS, no Centro do Rio, no próximo sábado. 

São vários os ataques à dona do hit “Tremendo vacilão”  na página da casa noturna no Facebook. A enxurrada de críticas fez  também com que a artista trancasse sua nova conta no Instagram — a  antiga foi desativada. Dando dinheiro para ela, com toda certeza ela vai  falar que mudou, até ela sugar os seus últimos centavos, quando você  não tiver mais o que oferecer, ela volta a criticar nosso modo de vida",  escreveu um das dezenas de seguidores que protestavam contra a cantora. 

A  revolta tem um motivo. Depois de se converter, Perlla começou a renegar  completamente sua fase funkeira. Uma postagem de 2013 da cantora voltou  à tona no meio da polêmica. Nela, ela aparece beijando o marido,  declarando publicamente seu apoio ao deputado federal Marco Feliciano  com a seguinte legenda: “Me representa”. O político não esconde sua  perseguição pública aos homossexuais, sendo, inclusive, um dos  defensores da chamada cura gay.

Image title

Image title

Fonte: Com informações do Jornal Extra
logomarca do portal meionorte..com