Thaila Ayala fala da vida nos EUA: "Ninguém aqui é amigo"

Depois de anos morando em Los Angeles a atriz festeja seu 1º filme

Thaila Ayala vive há dois anos vivendo na ponte aérea entre Brasil e Estados Unidos. A atriz, que saiu do Brasil em 2015 para estudar atuação e inglês, é a estrela de “Pica-Pau – O Filme”, produção americana de animação gráfica e live-action que estreia em outubro.

Ela também se prepara para lançar dois outros longas-metragens em breve, ao lado de Megan Fox e James Franco.

A brasileira conta que descobriu uma Los Angeles bem diferente daquela que visitava de férias.“Se você pensar que 99,9% das pessoas que estão na cidade foram em busca do mesmo sonho, que é trabalhar na indústria como ator, cantor, diretor, mas só 1 ou 2% consegue chegar no topo trabalhando, então rola uma energia pesada de frustração, tristeza,depressão. Todos estão para business, ninguém está ali para fazer amigos”, contou ela.

Thaila Ayala fala da vida nos EUA: "Ninguém aqui é amigo"
Thaila Ayala fala da vida nos EUA: "Ninguém aqui é amigo"


Com a concorrência apertada entre os próprios atores que falam inglês como língua nativa, Thaila acredita que é possível um ator brasileiro ou de qualquer outra nacionalidade conquistar o mesmo sucesso que um americano, mas precisa superar o sotaque.

Thaila Ayala fala da vida nos EUA: "Ninguém aqui é amigo"
Thaila Ayala fala da vida nos EUA: "Ninguém aqui é amigo"


“Se você não tiver sotaque nenhum, é possível. Mas, por exemplo, o Rodrigo Santoro tem sotaque, o Wagner Moura tem, a Alice Braga é a que menos tem, a Penélope Cruz tem 50 anos e tem sotaque. Os latinos acabam fazendo sempre personagens latinos por causa do sotaque. Uma vez que você é bom ator e não tem sotaque, você pode pegar o papel de um americano, mas é muito difícil perder 100%.”

Fonte: Com informações do Noticias do Minuto